Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

27/09/2014 14:42

Negado reconhecimento de acúmulo de função a advogada de faculdade de Direito

Abrat

A juíza Naiana Carapeba Nery de Oliveira, na 8ª Vara do Trabalho de Brasília, negou o reconhecimento de acúmulo de função a uma advogada do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade Projeção, que alegava desempenhar também atividades de professora. Nos autos, a autora da ação pediu pagamento de salário de professor com acréscimo de 50% do de advogado.

Segundo a magistrada responsável pela sentença, na carteira de trabalho e no contrato de trabalho, a empregada não foi registrada como orientadora e sim como advogada. Além disso, alguns documentos apresentados pela autora da ação, a fim de provar o acúmulo de função, apresentavam rasuras.

A instituição de ensino, por sua vez, afirmou que as atividades desenvolvidas pela advogada eram vinculadas apenas à parte prática do curso de Direito, na qual os alunos aprendiam e praticavam, mediante orientação e vivência de situações reais obtidas em atendimentos à população carente.

“Verifico que os documentos colacionados pela reclamante indicam que suas atividades eram direcionadas à aplicação efetiva da teoria aprendida pelos acadêmicos em casos reais, (...), mediadas e orientadas pela reclamante, que atuava como advogada. Não houve demonstração pela autora, portanto, de que tenha efetivamente acumulado as funções para as quais contratada com as de professora”, concluiu a juíza.

Bianca Nascimento
Processo nº 00974-24.2014.5.10.0008

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)