Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/05/2007 06:14

Navalha: secretário de infra-estrutura de Alagoas com HC

STF

O secretário de infra-estrutura de Alagoas, Márcio Fidelson Menezes, acusado de envolvimento no esquema de corrupção que fraudava licitações e desviava verbas públicas para a empresa Gautama, acaba de ter sua prisão preventiva revogada liminarmente pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão foi tomada no Habeas Corpus (HC 91427) impetrado em favor de Menezes.

Os argumentos utilizados por Gilmar Mendes para libertar Fidelson Menezes são semelhantes à decisão liminar que libertou, também ontem (22), o empresário José Édson Vasconcellos Fontenelle.

Nos dois casos, o ministro demonstrou que a prisão preventiva, decretada pela ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi justificada na necessidade de paralisar a atuação da “organização criminosa” que fraudava as licitações, já que interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Federal (PF) em fevereiro deste ano mostram que o esquema seria ampliado para desviar verbas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Sobre Fidelson Menezes, o ministro disse que, em nenhum momento, o decreto de prisão preventiva o indica como sendo um dos interlocutores dos diálogos interceptados pela PF a partir de fevereiro deste ano. “A rigor, dos documentos constantes dos autos e/ou referidos pela decisão impugnada, a participação do investigado cinge-se estritamente ao período de julho de 2006”, informa o ministro na decisão liminar.

Segundo a denúncia, Fidelson Menezes teria recebido propina de empregados da Gautama para, na condição de secretário de infra-estrutura de Alagoas, liberar recursos públicos para a empresa de forma indevida.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)