Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/03/2004 11:26

Não há indicação de brasileiros entre os mortos

Agência Brasil

O clima em Madri é de choque e comoção, segundo contou à Rádio Nacional o diplomata Guilherme Friaça, funcionário da embaixada brasileira na capital espanhola. A explosão de uma série de bombas em estações de trem matou pelo menos 130 pessoas e feriu cerca de 400 na manhã de hoje na cidade espanhola. “Mas não há pânico, porque as autoridades controlam perfeitamente a situação. As ruas estão bloqueadas e o trânsito é muito difícil”, explicou Friaça, garantindo que a lista com os nomes dos mortos ainda não foi divulgada até o presente momento. “Não há indicações de que haja brasileiros entre os mortos”, afirmou na entrevista ao programa Revista Brasil.

Segundo Friaça, foi montado um centro de emergência na estação de Atocha, uma das atingidas pelas bombas e a principal da cidade, por ser entroncamento para várias linhas de metrô. De lá saem trens de alta velocidade para os demais centros urbanos do país.

O diplomata avalia que o atentado acontece em um momento político crucial para a Espanha, já que as eleições presidenciais serão no domingo. “O candidato do Partido Popular (Mariano Rajoy), tem o apoio do presidente Jose Maria Aznar e desfruta de boas chances nas pesquisas, por isso o atentado pode ter sido planejado dentro de uma estratégia de reverter esse quadro e de enfraquecer o governo do PP”, supõe Friaça.

Se isso realmente for uma tentativa do grupo separatista Pátria Basca e Liberdade (ETA), como acusa o governo, para enfraquecer Aznar e Rajoy, o efeito pode ser o oposto. Há poucos instantes, Rajoy assegurou que a campanha eleitoral chegou ao fim e que o ETA, acusado pelo governo de ser autor dos atentados, colocou a democracia de luto. “É momento de deixar de lado todas as diferenças e unir as vontades de todos os espanhóis”.

O líder do Partido Socialista e também candidato ao pleito de domingo, José Luis Rodríguez Zapatero, pediu que a reação dos partidos seja conjunta e que os cidadãos votem no domingo em reação ao ETA. O voto não é obrigatório na Espanha.

O governo espanhol convocou todos os partidos políticos para uma manifestação pacífica de repúdio ao terrorismo para as 19h (15h em Brasília) de amanhã. O ato terá a participação de alguns dos quase 600 feridos num atentado múltiplo que deixou mais de 170 mortos em três estações de trem em Madri na manhã de hoje.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)