Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/03/2006 20:43

"Não fui pressionado", diz Serraglio

Raíssa Abreu /Agência Senado

O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), relator da CPI dos Correios, afirmou, nesta quarta-feira (29), que, ao contrário do que vinha sendo informado pela imprensa nos últimos dias, ele não sofreu qualquer espécie de pressão para fazer modificações no relatório final da comissão.

- Esse relatório não foi negociado com o governo. Isso é criação cerebrina, são elocubrações. Não fui pressionado por ninguém - desmentiu ele.

Serraglio reforçou sua disposição em modificar o texto até a próxima terça-feira (4), quando ele será votado, caso seja convencido de que isso é, de fato, necessário.

- Posso ceder, desde que isso não signifique abrir mão da minha convicção. Não cabe a mim minimizar a situação em que as pessoas estão. Não condeno ninguém, mas não posso ser alcunhado de prevaricador - ponderou ele.

Sugestões de modificações são esperadas nos próximos dias, quando o documento será discutido. Parlamentares da oposição vêm manifestando sua intenção de apresentar voto em separado para garantir que o relatório recomende o indiciamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva por responsabilidade no esquema do mensalão. No texto original, Serraglio admite que o presidente sabia do pagamento de propina a deputados, mas ressalva não há provas de que ele não tenha tomado providências.

Serraglio frisou, entretanto, que as comissões parlamentares de inquérito não têm a prerrogativa de indiciar ninguém.

- Nós só fazemos sugestões de indiciamento. Nem a tipificação que nós recomendamos tem valor. Quando o Ministério Público recebe esses documentos, é como se ele estivesse recebendo um jornal com informações. A instituição deve estudar os fatos, ver como eles estão comprovados e, daí sim, dar o encaminhamento que considerar adequado - esclareceu.

Alívio

Para o senador Delcídio Amaral, presidente da CPI dos Correios, "as coisas estão até calmas demais".

- Ontem, eu mesmo achava que ia ser uma carnificina... As perspectivas para essa reunião eram as piores possíveis. Hoje, no entanto, estou sentindo um clima favorável. Não posso garantir que venhamos a aprovar o relatório, mas há uma boa vontade, tanto por parte da oposição quanto do governo - observou ele.

Raíssa Abreu /

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)