Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/05/2016 06:16

Na véspera de denúncia, investigados não dormem

Priscilla Peres, Campo Grande News

Desfecho – A Operação CoffeeBreak, que investigou o suposto esquema para a cassação do prefeito Alcides Bernal (PP), articulado por empresários, ex-políticos e vereadores, caminha para um desfecho. A denúncia feita pelo Gaeco (Grupo de Atuação e Repressão ao Crime Organizado) deve ser apresentada nesta terça-feira ao TJMS (Tribunal de Justiça) pela PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça).

Bomba relógio – O resultado dos trabalhos de investigação tem tirado o sono de muita gente, principalmente de políticos citados como agentes atuantes na trama para cassar o mandato de Bernal. 17 pessoas devem ser incriminadas por participar de forma atuante no esquema de propinas e compra de votos na Câmara de Campo Grande para tal finalidade. Bernal foi cassado no dia 12 de março de 2014.

Surpresas – Inicialmente, 23 pessoas foram citadas no relatório do Gaeco. Entretanto, esse número pode ser maior e a denúncia deve conter nomes que ainda não tinham figurado nas investigações. Durante a Operação Coffee Break, em 25 de agosto do ano passado, 13 pessoas foram conduzidos coercitivamente para prestar depoimento ao Gaeco e 17 celulares foram apreendidos para serem periciados no IC (Instituto de Criminalística).

 

Da coluna Jogo Aberto, Campo Grande News

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)