Cassilândia, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

Últimas Notícias

15/08/2018 14:00

Na contramão do nacional, MS registra queda nas mortes maternas

Campo Grande News

O Brasil não cumpriu o pacto internacional com a ONU (Organização das Nações Unidas) para a redução de 75% das mortes maternas até 2015, e registrou aumento da ocorrência em 2016. No entanto, na contramão dos dados nacionais, Mato Grosso do Sul registrou queda nos óbitos.

A morte materna é qualquer óbito que acontece durante a gestação, parto ou até 42 dias após o parto, desde que decorrente de causa relacionada ou agravada pela gravidez.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 28 mulheres morreram em 2016, sendo seis óbitos em Campo Grande e três em Corumbá, cidades com mais registros. No ano anterior, foram 31 óbitos, sendo sete deles em Campo Grande e quatro em Corumbá, os dois municípios com mais mortes.

Tanto em 2015 como em 2016, a maior parte das vítimas tinha entre 20 e 39 anos. O ano de 2016 foi o último ano com dados oficiais consolidados.

Compromisso - Em 2000, o país fez pacto para baixar em 75% as mortes maternas até 2015 dentro dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, fixados pela ONU com apoio de 191 países.

Em maio deste ano, o Brasil reiterou a meta de redução da mortalidade materna em 50% nos próximos 12 anos, chegando a 30 mortes por 100 mil nascidos vivos em 2030 —o plano original era chegar a 2030 com 20 mortes por 100 mil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 14 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
Terça, 13 de Novembro de 2018
17:57
Cassilândia/Paranaiba/Chapadão
09:00
Santo do dia
Segunda, 12 de Novembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)