Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/02/2008 06:56

Músico é condenado pelo homicídio de tapeceiro

TJGO

O 1° Tribunal do Júri de Goiânia condenou hoje (7) a seis anos de prisão, a ser cumprido em regime semi- aberto, o músico Ermantino Barbosa de Souza Júnior, de 31 anos, pelo homicídio do tapeceiro Reginaldo Teixeira Guerra, então com 22 anos. A sessão foi presidida pela juíza Carmecy Rosa Maria Alves de Oliveira. O crime ocorreu na madrugada de 9 de fevereiro de 1999, no Setor Dom Bosco. Além de Ermantino, é acusado de participação no crime o técnico em iluminação Samuel Rodrigues de Jesus,31.

De acordo com a denúncia, na manhã anterior ao crime, Reginaldo desconfiou que Ermantino estaria "mexendo" com sua companheira, Ana Lúcia Martins, e deu uma surra nele. À noite, os réus, junto com a vítima e Divânio Pires da Fonseca encontraram- se em um bar na Vila Morais quando Ana Lúcia foi a encontro do tapeceiro, que pediu para que ela fosse ao bar provar que Ermantino não havia mexido com ela. Ana Lúcia não atendeu ao pedido de Reginaldo, que retornou ao bar.

Logo após, os quatro foram para a residência do músico, onde ele pegou uma faca com a intenção de se vingar da surra que levara da vítima. Porém Samuel conseguiu desarmar Ermantino e escondeu a faca e em seguida eles foram para outro bar, no Bairro Feliz.

Consta que, por volta das 2 horas, eles deixaram o bar e nas imediações de uma oficina mecânica, Reginaldo aproxímou- se de um portão e abaixou para passar as mãos em dois cachorros que estavam no local, quando Divânio deu um murro no tapeceiro, que caiu no chão. Os acusados passaram a esmurrar e a chutar a vítima até que Divânio parou de agredir e foi para a sua casa e também pediu para Ermantino e Samuel parar de espancar Reginaldo.

Os réus pararam de agredir o tapeceiro e o deixaram ele ferido no local. Os réus foram para a casa do músico,mas logo que chegaram à residência de Ermantino resolveram voltar ao local em que estava a vítima, para acabar com a vida dele.

Ao verem Reginaldo caído, os réus voltaram a golpear-lo com crueldade a cabeça com uma cadeira que estava proxíma. A vítima ainda tentou levantar, mas foi atingida por vários golpes de madeira e haste de ferro da carteira escolar. Ao notarem que a vítima havia morrido, os acusados foram para a casa de Samuel onde passaram a noite. (Juliana Faleiro)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)