Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/12/2011 17:20

Municípios de MS estão em situação de alerta para dengue

Campo Grande News/ Aline dos Santos

O Mapa da Dengue, divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, mostra que seis municípios de Mato Grosso do Sul estão em situação de alerta para a doença. De acordo com o LIRAa 2011 (Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti), foram classificadas nesta situação cidades que tiveram resultado de infestação entre 1% e 3,9%.

No Estado, os maiores índices estão em Coxim (1,9%), Naviraí (1,4%), Três Lagoas (1,4%), Campo Grande (1,0%), Corumbá (1,0%) e Nova Alvorada do Sul (1,0%).

Em todo o país, o levantamento foi feito em 561 municípios. Destes, 48 estão em situação de risco (acima de 3,9%), 236 em alerta e 277 com índice satisfatório (abaixo de 1%).

O mapa revelou que 4,6 milhões de pessoas vivem em áreas de risco para epidemia de dengue. Das 20 cidades alvos do levantamento em Mato Grosso do Sul, nenhuma está em situação de risco e 14 apresentaram índice satisfatório. O levantamento foi realizado entre outubro e novembro.

\"As cidades que estão em situação de alerta, não podem baixar a guarda: ao contrário, devem intensificar suas ações. Já os municípios em situação de baixo risco podem migrar para uma grande epidemia”, alertou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante o lançamento do estudo, que permite identificar onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor.

Neste ano, em Mato Grosso do Sul, já foram notificados 14.479 casos da doença. Quatro mortes foram confirmadas: três em Campo Grande e uma em Paranaíba. Conforme o boletim epidemiológico divulgado em novembro pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), outros dois óbitos, registrados em Três Lagoas, estão sob investigação.

Em Campo Grande, foram notificados 5.334 casos da doença entre janeiro e novembro deste ano. Do total, 473 foram confirmados. No ano passado, a dengue matou 22 pessoas na Capital.

Diante do número de casos, a cidade foi uma das escolhidas para testar a vacina contra a doença. Na primeira etapa, iniciada em outubro, serão 500 voluntários.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)