Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/10/2006 15:48

Mulher de 50 anos dá à luz ao próprio neto no Japão

Uma mulher japonesa de 50 anos deu a luz a uma criança que concebeu no lugar da filha, que ficou impossibilitada de ter filhos depois que seu útero teve que ser removido após um câncer.

O caso, divulgado hoje, deve acirrar a polêmica em torno das mães de aluguel no Japão, que enfrenta oposição tanto no governo quanto na principal associação médica do país.

Yahiro Netsu, o chefe da maternidade na clínica da prefeitura de Nagano, afirmou hoje em uma coletiva de imprensa que a mulher deu a luz na primeira metade de 2005, utilizando um óvulo doado por sua filha e um espermatozóide doado pelo genro, ambos na faixa dos 30 anos.

A agência de notícias Kyodo informou que foi a primeira vez que uma mulher serviu de mãe de aluguel para a própria filha, dando à luz ao próprio neto. Segundo Gender, a criança foi registrada como filha da mãe de aluguel e, em seguida, adotada pelo casal doador.

A Justiça japonesa determina que, legalmente, a mãe da criança é aquela que deu à luz, e não aquela que doou o óvulo para a concepção.

Netsu, que desafiou a associação obstétrica e ajudou vários casais a terem filhos por meio de mães de aluguel, pediu que a comunidade médica e o governo revejam suas posições. "Eu quero que eles debatam o assunto", disse ele durante coletiva de imprensa em Tóquio.

A polêmica veio à tona depois que um casal de celebridades japonesas teve gêmeos por meio de uma mãe de aluguel, e teve o pedido para registrar a criança negado pela Justiça. O caso está sendo discutido em tribunal.

Casos de mães de aluguel que dão à luz aos próprios netos já ocorreram nos Estados Unidos e no Reino Unido, segundo o jornal "Yomiuri Shimbun".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)