Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/01/2015 14:27

Mudança do ano letivo pode afetar pagamento para 9,5 mil convocados

João Pamplona

A mudança do início do ano letivo para depois do Carnaval afeta 9.500 professores convocados, que poderão receber salário somente a partir de abril.

“O não início do ano letivo na data marcada tem vantagens e prejuízos, aliás tem mais prejuízos do que vantagens. O problema é que para os governos, [o adiamento] é economia, mas para o professor, se não começar o ano letivo no dia 4, só vai receber o salário em abril”, afirma o presidente da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Alves Gonçalves. Os contratados recebem somente quando passam a trabalhar.

O começo das aulas na rede estadual de ensino está marcado para dia 4 de fevereiro em Campo Grande e no dia 9 no interior. Caso sofra alteração, o ano letivo fica para o dia 19. Na Capital, são 7.500 professores convocados que trabalham nas 83 escolas do governo. Segundo ele, a folha de março já terá sido fechada se o retorno das férias escolares ficar para o dia 19.

Conforme o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), Roberto Magno Botareli Cesar, são 9.500 convocados e 8.600 professores efetivos em Mato Grosso do Sul. A federação não discute o início das aulas, pois o foco é o reajuste salarial, que será discutido em assembleia na próxima terça-feira.

“Se começar dia 4, 9 ou 19 é indiferente, desde que a questão salarial seja resolvida”, afirma. De acordo com o presidente da Fetems, o calendário escolar é prerrogativa do governo.

“Nós defendemos o concurso público para que o contratado faça concurso e se torne efetivo. A gente sabe que ele é explorado, não tem direito as férias, tem interrupção de contrato no meio do ano, não recebe 15 dias de dezembro, não recebe janeiro. Infelizmente, os governos ainda usam o artifício do contratado naquela metodologia de querer economizar”, salienta.

 

Campo Grande News

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)