Cassilândia, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

13/07/2005 09:28

MT: Desemprego com "corte econômico" já atinge milhares

Angela Fogaça/24horas news

Já são milhares de trabalhadores desempregados na região Norte de Mato Grosso, afetados pela crise que assola os setores de agricultura e extração e beneficiamento de madeira. Segundo o presidente do Siticom (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário) de Sinop, Vilmar Galvão, a situação já está se tornando insustentável.

Em vista disso, está sendo articulado com a Federação dos Trabalhadores da Indústria de Mato Grosso, uma grande mobilização dos trabalhadores para buscar uma solução para a economia e, consequentemente, que voltem a ser gerados empregos e renda em Mato Grosso.

"Estive em alguns municípios da região, como União do Sul (180 km de SInop) e vi que a situação lá não é de emergência, já se tornou de calamidade pública", afirmou ele, ao Só Notícias, acrescentando que o sindicato têm recebido pressão por parte dos trabalhadores para que atue na busca de soluções.

"Temos conversado com o presidente da federação dos trabalhadores, Ronei de Lima e entendemos que a única forma de tentarmos sensibilizar os órgãos governamentais responsáveis é promovendo uma grande mobilização, possivelmente em Cuiabá e nas cidades pólos, paralisando todos os setores. Temos que contar com o apoio dos empresários", ressaltou Galvão.

Segundo o presidente do Siticom, só está faltando definir a data desta mobilização, que será nos próximos dias. "Os trabalhadores têm urgência. Ainda precisamos definir as estratégias de como será o movimento, mas pensamentos em paralisar todas as tividades, em conjunto com a classe empresarial. Será um movimento em prol do emprego, das nossas indústrias", salientou.

Para o presidente da confederação, Ronei de Lima, "o movimento das lideranças sindical do Estado em defesa do emprego, tem como objetivo maior manter o emprego de milhares de trabalhadores, já que os empresários no momento desta crise, tem como saída a demissão dos trabalhadores". Ele ainda informou, através de sua assessoria, que o movimento conta com o empenho dos sindicatos e toda sociedade.

Galvão diz que não tem números exatos sobre o desemprego, mas que o sindicato tem recebido, somente de Sinop, diariamente, cerca de 30 desempregados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 21 de Novembro de 2017
Segunda, 20 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)