Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/12/2005 18:20

MS:Prefeito vai propor abrigo para índios Guarani-Kaiowa

Carolina Pimentel/ABr

O prefeito de Antônio João (MS), Junei Marques, vai propor à Fundação Nacional do Índio (Funai) que abrigue temporariamente os índios Guarani-Kaiowá em uma área do Exército. O prefeito apresentará a proposta na próxima terça-feira (20) ao presidente da Funai, Mércio Pereira Gomes, em Brasília.

Mais de 500 índios desocuparam na última quinta-feira (15) duas fazendas no município de Antônio João em cumprimento à decisão da Justiça Federal de reintegração de posse. As casas da comunidade foram queimadas durante a retirada e os índios estão acampados em uma estrada que liga os municípios de Antônio João e Bela Vista.

Por telefone, o prefeito disse que a área pertencente ao Exército tem 800 hectares e é usada para treinamento militar. "O Exército usa pouco e pode ser uma alternativa temporária", afirmou à Agência Brasil. O assessor da presidência da Funai Odenir Oliveira, que está no local, informou que os Guarani-Kaiowá estão em situação precária na rodovia, já que estão em barracas provisórias e chove muito na região.

Odenir Oliveira disse que teve dificuldade para comprar capas plásticas para proteger as barracas dos índios da chuva no município. "Não conseguimos comprar na única loja que tem o material em Antônio João, porque eles têm medo de represália", afirmou Odenir à Agência Brasil. Ele afirmou que uma índia, grávida de seis meses, perdeu o bebê durante a desocupação. Segundo Odenir, a índia se assustou com a aproximação do helicóptero da Polícia Federal e caiu. "Isso é um fato gravíssimo e mostra a violência usada na ação", disse.

O assessor da Funai informou ainda que um grupo de índios irá depor em Dourados, na próxima semana, sobre os danos sofridos com a retirada. Um casal de índios Guarani-Kaiowá chegará a Brasília neste final de semana para tentar conversar com autoridades do governo federal, disse Odenir.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)