Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/05/2004 10:29

MS vai pesquisar doença que afeta a retina

O Ministério da Saúde assinou convênio com Instituto da Visão da Universidade Federal Paulista para realização de protocolo de pesquisa sobre retinose pigmentar, doença pouco comum que afeta a retina. Inicialmente, um grupo de pacientes fará a cirurgia em um olho. Durante 12 meses, estes pacientes terão acompanhamento médico para avaliar as mudanças na história natural da doença, utilizando como controle o olho contralateral.

O principal objetivo da pesquisa é avaliar a eficácia de terapias medicamentosas e cirúrgicas utilizadas para combater o problema. Atualmente, o tratamento é realizado apenas em Cuba. Em 2003, o Ministério da Saúde gastou em torno de R$ 1 milhão para encaminhar pacientes para tratamento na ilha. A retinose pigmentar é uma doença degenerativa da retina, de caráter hereditário. As pessoas afetadas sofrem um processo de degeneração dos cones e bastonetes da retina. A retinose pigmentar provoca perda de visão noturna e dificuldade de enxergar quando há pouca luminosidade ou claridade excessiva.

Também ocasiona perda progressiva da visão periférica e estreitamento do campo visual, que pode levar à visão tubular. Geralmente, os primeiros sintomas da doença aparecem entre os 10 e 30 anos, mas a retinose pigmentar congênita também é detectada em recém-nascidos. O ritmo em que se dá a perda do campo visual varia de pessoa para pessoa - costuma estar relacionado à herança genética e a fatores ambientais como estresse, tabagismo, alimentação e medicamentos. O diagnóstico nem sempre é simples e é realizado com base no exame clínico ocular e testes subsidiários especializados.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)