Cassilândia, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

Últimas Notícias

14/12/2004 13:46

MS terá R$ 1 milhão para piscicultura

Acrissul

A Secretaria de Aquicultura e Pesca da Presidência da República (Seap) tem como meta investir em pesquisa e unidades de produção em Mato Grosso do Sul cerca de R$ 1 milhão até março do próximo ano, para que o Estado possa estar produzindo 10 mil toneladas de peixe nativos do Pantanal até 2006, anunciou ontem em Dourados o subsecretário de Planejamento da Seap, Davi Lourenço.

Lourenço representou o ministro José Fristch que, por problemas na agenda, não esteve na Embrapa Agropecuária Oeste participando de um seminário de piscicultura, como anunciado na sexta-feira passada. Também o secretário de Planejamento, Ciência e Tecnologia, Egon Krakhecke, não esteve no evento, que reuniu, basicamente, representantes de assentamentos da região.

Ontem foram assinados convênios para a liberação de R$ 600 mil da Seap para a implantação do núcleo de pesquisa em piscicultura na Embrapa (R$ 230 mil); construção de uma fábrica de ração para peixe em Mundo Novo (R$ 180 mil); e duas unidades demonstrativas de criação de peixe em Itaquiraí (R$ 120 mil) e Sidrolândia (R$ 105 mil).

Para o primeiro trimestre de 2005, aquela secretaria estará repassando mais recursos – atingindo R$ 1 milhão, para mais três projetos: criação de alevinos e engorda de peixes no assentamento Itamarati, em Ponta Porã; produção de pintado em tanques-rede no lago de Jupiá, em Três Lagoas; e pesquisa sobre doenças (patologias) em espécies de peixes do Pantanal, na Embrapa.

O subsecretário citou que hoje os piscicultores do Estado detêm toda a cadeia produtiva, mas é preciso que “as pesquisas em diversos aspectos avancem mais. Mato Grosso do Sul é um dos três maiores produtores de peixes, mas ainda pode fazer muito mais, aumentando a sua produção”. Lourenço disse esperar que o Governo estadual também invista, pelo menos, R$ 1 milhão no projeto de desenvolvimento da piscicultura, dando a sua contrapartida da Seap.

O Estado produz atualmente em torno de 6.000 toneladas de pescado – sendo mil toneladas retiradas dos rios e cinco mil de tanques.

Fonte: Correio do Estado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)