Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/12/2004 13:46

MS terá R$ 1 milhão para piscicultura

Acrissul

A Secretaria de Aquicultura e Pesca da Presidência da República (Seap) tem como meta investir em pesquisa e unidades de produção em Mato Grosso do Sul cerca de R$ 1 milhão até março do próximo ano, para que o Estado possa estar produzindo 10 mil toneladas de peixe nativos do Pantanal até 2006, anunciou ontem em Dourados o subsecretário de Planejamento da Seap, Davi Lourenço.

Lourenço representou o ministro José Fristch que, por problemas na agenda, não esteve na Embrapa Agropecuária Oeste participando de um seminário de piscicultura, como anunciado na sexta-feira passada. Também o secretário de Planejamento, Ciência e Tecnologia, Egon Krakhecke, não esteve no evento, que reuniu, basicamente, representantes de assentamentos da região.

Ontem foram assinados convênios para a liberação de R$ 600 mil da Seap para a implantação do núcleo de pesquisa em piscicultura na Embrapa (R$ 230 mil); construção de uma fábrica de ração para peixe em Mundo Novo (R$ 180 mil); e duas unidades demonstrativas de criação de peixe em Itaquiraí (R$ 120 mil) e Sidrolândia (R$ 105 mil).

Para o primeiro trimestre de 2005, aquela secretaria estará repassando mais recursos – atingindo R$ 1 milhão, para mais três projetos: criação de alevinos e engorda de peixes no assentamento Itamarati, em Ponta Porã; produção de pintado em tanques-rede no lago de Jupiá, em Três Lagoas; e pesquisa sobre doenças (patologias) em espécies de peixes do Pantanal, na Embrapa.

O subsecretário citou que hoje os piscicultores do Estado detêm toda a cadeia produtiva, mas é preciso que “as pesquisas em diversos aspectos avancem mais. Mato Grosso do Sul é um dos três maiores produtores de peixes, mas ainda pode fazer muito mais, aumentando a sua produção”. Lourenço disse esperar que o Governo estadual também invista, pelo menos, R$ 1 milhão no projeto de desenvolvimento da piscicultura, dando a sua contrapartida da Seap.

O Estado produz atualmente em torno de 6.000 toneladas de pescado – sendo mil toneladas retiradas dos rios e cinco mil de tanques.

Fonte: Correio do Estado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)