Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/05/2010 19:25

MS tem 1 dos 4 municípios com conselho de direitos gays

Campo Grande News/ Ângela Kempfer

Em todo o Brasil, apenas quatro municípios têm conselhos municipais de defesa dos direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. Uma dessas exceções está em Mato Grosso do Sul.

Amambai é destaque no levantamento divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE, com perfil dos municípios brasileiros.

No País, 126 cidades informaram ter políticas específicas para esse grupo, o que significa 2,3% do total de municípios do País.

Em relação a existência de conselhos, também estão na lista São Paulo (SP), Pelotas (RS) e Diadema (SP).

O IBGE adverte que outros locais também pode já ter criado esse espaço de discussão, fiscalização e propostas de ações voltadas aos homossexuais, mas não informaram aos pesquisadores.

Pelos dados do IBGE, os conselhos mais presentes nas cidades, em 2008, eram os tutelares (55%) e de Direitos da Criança e Adolescente (71,9%).

Luta - A presidente da Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul, Cris Stefany, avalia que a dificuldade de criação de conselhos que representem os homossexuais é resultado do pouco tempo do movimento organizado em Mato Grosso do Sul, “mas já avançamos muito nas discussões com poder publico para a implantação”, garante.

Segundo ela, atualmente as entidades que representam esse público já estudam regimentos de outros locais onde foram criados conselhos para conhecer as experiências e defender a idéia em Campo Grande e no interior.

“Esses conselhos têm o poder de pressão, cobrança, denúncia, combate à homofobia, ações para fortalecer a nossa luta”, lembra.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)