Cassilândia, Terça-feira, 20 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

22/07/2020 16:20

MS registra mais de 60 novos casos por hora e tem 257 mortes por coronavírus

São 1,5 mil doentes a mais em apenas 24 horas no Estado

Midiamax

Mato Grosso do Sul registrou 1.503 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, conforme divulgado nesta quarta-feira (22) pelo boletim epidemiológico do novo coronavírus, fornecido pela SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Este é o maior registro de novos diagnósticos desde o início da pandemia – uma média de 63 casos confirmados por hora no último dia, que refletem incremento de 8,6% na curva, totalizando 18.889 casos positivos no Estado.

De acordo com a SES, parte dos números referem-se à liberação de dados que estavam represados nas bases de dados do Ministério da Saúde, na plataforma E-SUS VE, que havia apresentado instabilidade desde o último fim de semana. Também está associado à expressiva alta de 8,6% resultados de exames processados pelos laboratórios parceiros, como o Instituto Butantã (SP) e Fiocruz (RJ).

O boletim detalha, ainda, que MS já soma 91.824 casos notificados, dos quais 67,270 foram descartados. Há 1.535 amostras em análise no Lacen-MS (Laboratório Central de MS) e 4.130 casos ainda aguardam encerramento pelos municípios. Em 24 horas, foram mais 9 mortes confirmadas, levando o total de vítimas a 257.

Distribuição dos casos
Dos 1.503 novos diagnósticos, 928 são de residentes em Campo Grande, o que representa 61,74% do total de hoje. Dourados vem na sequência com 81 registros, seguida por Corumbá (73), Sidrolândia (32), São Gabriel (23, Ponta Porã (23), Naviraí (22), Três Lagoas (21), Costa Rica (21) e Caarapó (20).

Na sequência, vem os municípios de Aquidauana (19), Bataguassu (18), Sonora (14), Rio Brilhante, Nioaque e Nova Andradina (13, cada), Aparecida do Taboado e Ladário (11, cada), Amambai e Nova Alvorada do Sul (9), Terenos, Eldorado, Chapadão do Sul (8, cada), Coxim, Guia Lopes da LAguna (7, cada), Angélica, Glória de Dourados, Juti, Deodápolis, Ivinhema (6, cada), e Batayporã e Porto Murtinho (5, cada).

Por fim, estão com 3 novos registros, cada, os municípios de Itaporã, Paranaíba, Paraíso das Águas e Água Clara. Bandeirantes, Dois Irmãos do Buriti, Fátima do Sul, Laguna Carapã, Paranhos, Cassilândia, Antônio João, Rochedo, Miranda, Rio Negro e Vicentina trazem, cada um, um registro. As retificações são de Bodoquena, Brasilândia e Camapuã, com menos um caso, cada. A estreia é de Sete Quedas, com um registro.

Tipos de teste
O boletim epidemiológico especificou, nesta quarta (22), o tipo de testes que resultaram nos diagnósticos de Covid-19. A maioria – 68%, são testes padrão ouro, do tipo RT-PCR, que identifica a existência do vírus no organismo do paciente e que é feito com coleta de material biológico até o 7º dia do início de sintomas. É o exame mais confiável.

Na sequência, com 28%, estão os testes-rápidos, que identificam em uma gota de sangue se há presença de anticorpos para Covid-19 – estes testes são feitos após o 8º dia de sintomas, quando o paciente já deve ter desenvolvido anticorpos IgM ou IgG. O resultado fica pronto em até duas horas.

Por fim, estão os exames de sorologia, com 3% do total, que coleta sangue do paciente para investigação de anticorpos, de forma semelhante ao teste-rápido, porém, com nível mais confiável de resultado. Neste teste, o resultado também demora mais para ser processado, podendo demorar até 3 dias. Com 1% do total, estão exames que não tiveram o tipo relatado.

257 óbitos
O boletim também trouxe incremento de mais 9 mortes confirmadas em 24 horas, elevando o total de vítimas do novo coronavírus a 257 em Mato Grosso do Sul. A taxa de letalidade da Covid-19 fica em 1,4% e a média móvel de mortes foi calculada em 9,6. Assim, vítimas fatais da doença em julho sobrem para 167, contra 70 em junho, 11 em maio, 8 em abril e uma em março.

Entre as confirmações de hoje, 6 são de residentes em Campo Grande, cidade que tem o maior número de vítimas até o momento – 79. Entre as nove vítimas, há uma pacientes do sexo feminino, residente em Iguatemi, que faleceu em decorrência da Covid-19 com apenas 32 anos – ela não tinha relatos de comorbidades, segundo a SES.

Casos ativos e internações
Dos 18.889 casos confirmados em MS, 12.008 já estão recuperados e 6.624 são casos ativos. Destes, 6.258 estão em isolamento domiciliar e 366 pacientes estão internados – além de 6 de outros estados que não integram as estatísticas do boletim local.

As internações contam com 195 pacientes em leitos clínicos (132 na rede pública e 60 na privada, além de três internados em SP). Em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), são 177 internações, sendo 119 em leitos públicos e 58 em privados.

 

Com isso, a taxa de ocupação de leitos cativos para Covid-19 no SUS (Sistema Único de Saúde) passa por nova alteração: no cálculo que considera tanto pacientes confirmados da doença como os casos suspeitos, a taxa de ocupação dos 710 leitos clínicos adultos disponíveis é de 33% (247 pacientes), enquanto de leitos clínicos pediátricos (119) é de 9% (11 pacientes). Já de UTI é de 58%, considerando 156 internados em um total de 269 existentes.

Vale lembrar as taxas de ocupações globais – que levam em conta pacientes com suspeita de Covid-19, pacientes confirmados e demais enfermidades: Na macrorregião de Campo Grande, a taxa de ocupação global é de 94% dos 234 leitos de UTI existentes: são 34% de ocupação com pacientes confirmados de Covid-19, 10% com casos suspeitos e 50% com outras enfermidades.

Em Dourados, a taxa global é de 58% dos 107 leitos existentes, sendo 23% com pacientes com Covid-19, 9% com casos suspeitos e 26% com outras enfermidades. Em Três Lagoas, a taxa global é de 35% dos 55 leitos ocupados, sendo 13% com pacientes com Covid-19, 7% com casos suspeitos e 15% com outras enfermidades. Por fim, em Corumbá, a taxa global de ocupação é de 68% dos 22 disponíveis, sendo 36% com pacientes com Covid-19 e 32% com outras enfermidades.

Avanço da Covid-19 em MS
Com a estreia do município de Sete Quedas no boletim, o coronavírus avança para 76 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, ou seja, 96% do território estadual. Campo Grande continua com o maior número absoluto de casos positivos, com 7.348 confirmados, 38,9% do total em MS. Dourados vem em seguida, com 3.915 casos (20,73%). Corumbá tem 842 positivos (4,46%) e Três Lagoas tem 540(2,86%). Rio Brilhante atingiu nesta quarta-feira a marca dos 500 casos (2,65%). Confira as tabelas com detalhamentos abaixo (atualizado às 11h40 para acréscimo de informação).

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 20 de Outubro de 2020
Segunda, 19 de Outubro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)