Cassilândia, Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

22/07/2020 16:20

MS registra mais de 60 novos casos por hora e tem 257 mortes por coronavírus

São 1,5 mil doentes a mais em apenas 24 horas no Estado

Midiamax

Mato Grosso do Sul registrou 1.503 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, conforme divulgado nesta quarta-feira (22) pelo boletim epidemiológico do novo coronavírus, fornecido pela SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Este é o maior registro de novos diagnósticos desde o início da pandemia – uma média de 63 casos confirmados por hora no último dia, que refletem incremento de 8,6% na curva, totalizando 18.889 casos positivos no Estado.

De acordo com a SES, parte dos números referem-se à liberação de dados que estavam represados nas bases de dados do Ministério da Saúde, na plataforma E-SUS VE, que havia apresentado instabilidade desde o último fim de semana. Também está associado à expressiva alta de 8,6% resultados de exames processados pelos laboratórios parceiros, como o Instituto Butantã (SP) e Fiocruz (RJ).

O boletim detalha, ainda, que MS já soma 91.824 casos notificados, dos quais 67,270 foram descartados. Há 1.535 amostras em análise no Lacen-MS (Laboratório Central de MS) e 4.130 casos ainda aguardam encerramento pelos municípios. Em 24 horas, foram mais 9 mortes confirmadas, levando o total de vítimas a 257.

Distribuição dos casos
Dos 1.503 novos diagnósticos, 928 são de residentes em Campo Grande, o que representa 61,74% do total de hoje. Dourados vem na sequência com 81 registros, seguida por Corumbá (73), Sidrolândia (32), São Gabriel (23, Ponta Porã (23), Naviraí (22), Três Lagoas (21), Costa Rica (21) e Caarapó (20).

Na sequência, vem os municípios de Aquidauana (19), Bataguassu (18), Sonora (14), Rio Brilhante, Nioaque e Nova Andradina (13, cada), Aparecida do Taboado e Ladário (11, cada), Amambai e Nova Alvorada do Sul (9), Terenos, Eldorado, Chapadão do Sul (8, cada), Coxim, Guia Lopes da LAguna (7, cada), Angélica, Glória de Dourados, Juti, Deodápolis, Ivinhema (6, cada), e Batayporã e Porto Murtinho (5, cada).

Por fim, estão com 3 novos registros, cada, os municípios de Itaporã, Paranaíba, Paraíso das Águas e Água Clara. Bandeirantes, Dois Irmãos do Buriti, Fátima do Sul, Laguna Carapã, Paranhos, Cassilândia, Antônio João, Rochedo, Miranda, Rio Negro e Vicentina trazem, cada um, um registro. As retificações são de Bodoquena, Brasilândia e Camapuã, com menos um caso, cada. A estreia é de Sete Quedas, com um registro.

Tipos de teste
O boletim epidemiológico especificou, nesta quarta (22), o tipo de testes que resultaram nos diagnósticos de Covid-19. A maioria – 68%, são testes padrão ouro, do tipo RT-PCR, que identifica a existência do vírus no organismo do paciente e que é feito com coleta de material biológico até o 7º dia do início de sintomas. É o exame mais confiável.

Na sequência, com 28%, estão os testes-rápidos, que identificam em uma gota de sangue se há presença de anticorpos para Covid-19 – estes testes são feitos após o 8º dia de sintomas, quando o paciente já deve ter desenvolvido anticorpos IgM ou IgG. O resultado fica pronto em até duas horas.

Por fim, estão os exames de sorologia, com 3% do total, que coleta sangue do paciente para investigação de anticorpos, de forma semelhante ao teste-rápido, porém, com nível mais confiável de resultado. Neste teste, o resultado também demora mais para ser processado, podendo demorar até 3 dias. Com 1% do total, estão exames que não tiveram o tipo relatado.

257 óbitos
O boletim também trouxe incremento de mais 9 mortes confirmadas em 24 horas, elevando o total de vítimas do novo coronavírus a 257 em Mato Grosso do Sul. A taxa de letalidade da Covid-19 fica em 1,4% e a média móvel de mortes foi calculada em 9,6. Assim, vítimas fatais da doença em julho sobrem para 167, contra 70 em junho, 11 em maio, 8 em abril e uma em março.

Entre as confirmações de hoje, 6 são de residentes em Campo Grande, cidade que tem o maior número de vítimas até o momento – 79. Entre as nove vítimas, há uma pacientes do sexo feminino, residente em Iguatemi, que faleceu em decorrência da Covid-19 com apenas 32 anos – ela não tinha relatos de comorbidades, segundo a SES.

Casos ativos e internações
Dos 18.889 casos confirmados em MS, 12.008 já estão recuperados e 6.624 são casos ativos. Destes, 6.258 estão em isolamento domiciliar e 366 pacientes estão internados – além de 6 de outros estados que não integram as estatísticas do boletim local.

As internações contam com 195 pacientes em leitos clínicos (132 na rede pública e 60 na privada, além de três internados em SP). Em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), são 177 internações, sendo 119 em leitos públicos e 58 em privados.

 

Com isso, a taxa de ocupação de leitos cativos para Covid-19 no SUS (Sistema Único de Saúde) passa por nova alteração: no cálculo que considera tanto pacientes confirmados da doença como os casos suspeitos, a taxa de ocupação dos 710 leitos clínicos adultos disponíveis é de 33% (247 pacientes), enquanto de leitos clínicos pediátricos (119) é de 9% (11 pacientes). Já de UTI é de 58%, considerando 156 internados em um total de 269 existentes.

Vale lembrar as taxas de ocupações globais – que levam em conta pacientes com suspeita de Covid-19, pacientes confirmados e demais enfermidades: Na macrorregião de Campo Grande, a taxa de ocupação global é de 94% dos 234 leitos de UTI existentes: são 34% de ocupação com pacientes confirmados de Covid-19, 10% com casos suspeitos e 50% com outras enfermidades.

Em Dourados, a taxa global é de 58% dos 107 leitos existentes, sendo 23% com pacientes com Covid-19, 9% com casos suspeitos e 26% com outras enfermidades. Em Três Lagoas, a taxa global é de 35% dos 55 leitos ocupados, sendo 13% com pacientes com Covid-19, 7% com casos suspeitos e 15% com outras enfermidades. Por fim, em Corumbá, a taxa global de ocupação é de 68% dos 22 disponíveis, sendo 36% com pacientes com Covid-19 e 32% com outras enfermidades.

Avanço da Covid-19 em MS
Com a estreia do município de Sete Quedas no boletim, o coronavírus avança para 76 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, ou seja, 96% do território estadual. Campo Grande continua com o maior número absoluto de casos positivos, com 7.348 confirmados, 38,9% do total em MS. Dourados vem em seguida, com 3.915 casos (20,73%). Corumbá tem 842 positivos (4,46%) e Três Lagoas tem 540(2,86%). Rio Brilhante atingiu nesta quarta-feira a marca dos 500 casos (2,65%). Confira as tabelas com detalhamentos abaixo (atualizado às 11h40 para acréscimo de informação).

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 11 de Agosto de 2020
09:00
Santo do Dia
Segunda, 10 de Agosto de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)