Cassilândia, Sábado, 19 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

13/11/2003 15:35

MS recebeu R$ 9 milhões para a segurança

Juliana Andrade/ABr

O Ministério da Justiça já liberou R$ 108,6 milhões para estados e municípios investirem em segurança pública. Os recursos, repassados a 11 estados e quatro municípios, representam pouco mais de um quarto da verba orçamentária prevista para o Fundo Nacional de Segurança Pública em 2003, que é de R$ 404 milhões. Do total de recursos do Fundo, R$ 160 milhões foram contingenciados no início do ano. Excluída essa quantia e o montante que já foi liberado, restam cerca de R$ 136 milhões.

De acordo com o o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, os estados que ainda não receberam os recursos devem recebê-los até o final de dezembro.

Ainda faltam ser contemplados com os recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública 16 estados e o Distrito Federal. Ontem, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu, durante reunião com ministros, no Palácio do Planalto, que o processo de liberação das verbas para a segurança nos estados, no âmbito do Sistema Único de Segurança Pública (Susp), seja acelerado.

As unidades federativas que já receberam recursos foram: Amazonas (R$ 7,7 milhões), Goiás (R$ 8,3 milhões), Mato Grosso do Sul (R$ 9 milhões), Minas Gerais (R$ 9,1 milhões), Pará (R$ 11,5 milhões), Paraíba (R$ 5,5 milhões), Pernambuco (R$ 7,5 milhão), Piauí (R$ 5,3 milhões), Rio Grande do Norte (R$ 8 milhões), Rio Grande do Sul (R$ 20 milhões) e Santa Catarina (R$ 6,4 milhões). Ainda foram liberados recursos para os municípios de São Paulo (R$ 7,6 milhões) e Diadema (R$ 1,2 milhão), em São Paulo, além de Resende (R$ 400 mil) e Paracambi (R$ 400 mil), no Rio de Janeiro.

De acordo com a Assessoria de Imprensa do Ministério, houve mudança nos critérios para a liberação das verbas, em relação ao governo passado. Agora, os recursos só são repassados após a aprovação dos planos formulados por cada estado, "o que demanda tempo para a análise desse material".

A idéia é que os governos estaduais não apresentem projetos isolados, mas sim um plano que contemple as seis áreas prioritárias do Susp: formação e aperfeiçoamento de policiais; valorização das perícias; prevenção da violência e da criminalidade; gestão unificada da informação; gestão do sistema de segurança; e ouvidorias independentes e corregedorias unificadas.

A assessoria informou ainda que alguns estados que não receberam os recursos do Fundo só enviaram o plano à Secretaria Nacional de Segurança Pública em novembro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 19 de Setembro de 2020
Sexta, 18 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
06:40
Libertadores da América
Quinta, 17 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)