Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/03/2015 07:15

MS recebe 64 mil doses da vacina contra HPV para imunizar meninas de 9 a 11 anos

Campo Grande News

O Ministério da Saúde enviou 64,4 mil doses da vacina contra HPV para Mato Grosso do Sul dando início à campanha de imunização contra a doença. A ação é destinada a meninas entre 9 e 11 anos, que já podem procurar os postos para tomar a substância, que previne contra câncer no colo de útero.

Segundo a assessoria do Governo Federal, a meta é vacinar 4,94 milhões de meninas em todo o país. A campanha de 2014 foi voltada às garotas de 11 a 13 anos. Com isso, espera-se que essa seja a primeira geração livre do risco de morrer vítima da doença. Espera-se que 80% do público alvo seja imunizado.

Por recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde), CTAI (Comitê Técnico Assessor de Imunizações) e PNI (Programa Nacional de Imunizações), em conformidade com o Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais, foram incluídas no grupo prioritário mulheres de 9 a 26 anos que têm HIV, pois são mais suscetíveis a ter complicações por HPV e por isso têm cinco vezes mais chances de desenvolver câncer no colo de útero.

A imunização está disponível desde o início de março nas salas de vacinação. O Ministério recomendou aos municípios que adotem estratégias para levar a substância até as escolas para otimizar a abrangência da campanha. No Mato Grosso do Sul, 100% das adolescentes de 11 a 13 anos receberam a primeira dose da vacina.

Os responsáveis devem levar a criança até as unidades de saúde com o cartão de vacinação e documento de identificação. Cada menina tem que tomar três doses para completar a proteção. A segunda deve ser administrada seis meses após a primeira e a última, cinco anos após o início da imunização.

Quem só tomou a primeira dose ano passado também pode se prevenir e continuar o esquema de vacina. A proteção só é garantida com a aplicação das três doses.

Para as mulheres que vivem com HIV, o esquema vacinal também conta com três doses, mas com intervalos diferentes. A segunda e a terceira doses serão aplicadas dois e seis meses após a primeira, respectivamente. Nesse caso, elas precisarão apresentar a prescrição médica.

O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual ou da mãe para filho no momento do parto. A OMS estima que 290 milhões de mulheres no mundo sejam portadoras da doença. Pesquisas apontam ainda que 270 mil mulheres morrem pelo câncer de colo de útero no mundo, com estimativa de 15 novos casos a cada ano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)