Cassilândia, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

04/10/2006 19:23

MS quer título de área livre de aftosa sem vacina

Edson Sibila/Campo Grande News

O secretário de Produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, que também responde pela Agência de Defesa Sanitária (Iagro), João Cavalléro, defende que Mato Grosso do Sul deve trabalhar no sentido de conquistar junto à Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) pedido para que o Estado seja reconhecido como área livre da febre aftosa ‘sem vacinação’, ainda que em médio prazo, seguindo o exemplo de Santa Catarina, que em fevereiro do próximo ano, faz a solicitação ao órgão.

Cavalléro alega que o fim da vacinação contra febre aftosa pode significar a conquista de mercados mais competitivos, como Japão e Estados Unidos. Ele aponta que a mudança é necessária e sem volta.

“O ideal seria que as entidades de classe e os produtores, principalmente, compreendessem no que reflete o fim da vacinação contra a aftosa. Os países de primeiro mundo não vacinam seus rebanhos, já exterminaram a doença há anos e em breve estarão exigindo isso dos países exportadores”, justificou Cavalléro.

Ele reconhece, entretanto, que o momento é de recuperação do mercado comercial. “O primeiro passo esta no restabelecimento do status de área livre da febre aftosa com vacinação em Mato Grosso do Sul, aliado a medidas estruturantes que permitam que toda a América Latina caminhe junta nesse sentido”, defende Cavallèro.

A Iagro recebeu hoje (4), em primeira mão, o resultado da coleta de soro sangüíneo realizada no mês de maio em animais dos municípios localizados fora da área de risco sanitário (Eldorado, Mundo Novo e Japorã). Conforme João Cavalléro, a sorologia feita no restante do Estado é uma exigência do Mapa, com base nas normas da OIE, e visa mostrar que não houve ‘scap viral’, ou seja, que o vírus permaneceu restrito na área de risco.

Conforme os dados do Ministério da Agricultura, das 11.568 coletas feitas em 68 municípios, apenas 0,4% deram reagentes (50 animais). Cavallèro também confirmou que no próximo dia 16 deve dar início a nova sorologia na área de risco, importante no sentido de finalmente recuperar o status sanitário do Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Quinta, 17 de Agosto de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 16 de Agosto de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)