Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/10/2006 19:23

MS quer título de área livre de aftosa sem vacina

Edson Sibila/Campo Grande News

O secretário de Produção e Turismo de Mato Grosso do Sul, que também responde pela Agência de Defesa Sanitária (Iagro), João Cavalléro, defende que Mato Grosso do Sul deve trabalhar no sentido de conquistar junto à Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) pedido para que o Estado seja reconhecido como área livre da febre aftosa ‘sem vacinação’, ainda que em médio prazo, seguindo o exemplo de Santa Catarina, que em fevereiro do próximo ano, faz a solicitação ao órgão.

Cavalléro alega que o fim da vacinação contra febre aftosa pode significar a conquista de mercados mais competitivos, como Japão e Estados Unidos. Ele aponta que a mudança é necessária e sem volta.

“O ideal seria que as entidades de classe e os produtores, principalmente, compreendessem no que reflete o fim da vacinação contra a aftosa. Os países de primeiro mundo não vacinam seus rebanhos, já exterminaram a doença há anos e em breve estarão exigindo isso dos países exportadores”, justificou Cavalléro.

Ele reconhece, entretanto, que o momento é de recuperação do mercado comercial. “O primeiro passo esta no restabelecimento do status de área livre da febre aftosa com vacinação em Mato Grosso do Sul, aliado a medidas estruturantes que permitam que toda a América Latina caminhe junta nesse sentido”, defende Cavallèro.

A Iagro recebeu hoje (4), em primeira mão, o resultado da coleta de soro sangüíneo realizada no mês de maio em animais dos municípios localizados fora da área de risco sanitário (Eldorado, Mundo Novo e Japorã). Conforme João Cavalléro, a sorologia feita no restante do Estado é uma exigência do Mapa, com base nas normas da OIE, e visa mostrar que não houve ‘scap viral’, ou seja, que o vírus permaneceu restrito na área de risco.

Conforme os dados do Ministério da Agricultura, das 11.568 coletas feitas em 68 municípios, apenas 0,4% deram reagentes (50 animais). Cavallèro também confirmou que no próximo dia 16 deve dar início a nova sorologia na área de risco, importante no sentido de finalmente recuperar o status sanitário do Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)