Cassilândia, Quinta-feira, 22 de Junho de 2017

Últimas Notícias

22/02/2006 16:58

MS quer cobrir com lavoura a área fronteira com Paraguai

Rede Rural

Governo de Mato Grosso do Sul está disposto a mudar de estratégia para que não se repitam os recorrentes focos de febre aftosa que entram em seu território a partir da fronteira com o Paraguai. Pretende lançar um plano de incentivo ao cultivo de lavouras nos 700 quilômetros de fronteira seca existentes no território sul-mato-grossense entre o Brasil e o país vizinho, para minimizar os riscos de disseminação do vírus da doença na região.

A informação é do secretário estadual de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira Filho, que afirma que o assunto está sendo discutido diretamente com o governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT. Historicamente, os focos de febre aftosa confirmados no Mato Grosso do Sul costumam ocorrer na região de fron teira com o Paraguai, o que reforça a desconfiança da classe produtora de que o vírus encontrado no ano passado em território brasileiro tenha origem no país vizinho.

De acordo com o superintendente federal da Agricultura, José Felício, as discussões sobre o incentivo a outras atividades na região de fronteira foram iniciadas ainda em 2002 e retomadas agora, após a conclusão dos trabalhos para controle e erradicação dos focos de febre aftosa registrados no Sul do Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 22 de Junho de 2017
10:00
Receita do Dia
Quarta, 21 de Junho de 2017
09:40
O questionamento é da defesa do Governador de MS
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)