Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/12/2008 13:07

MS pretende distribuir 1,2 bilhão de camisinhas

Amanda Cieglinski , ABr

Brasília - O Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de DST e Aids, pretende distribuir no ano que vem 1,2 bilhão de unidades de camisinhas, que serão repassadas a estados e municípios. Essa meta representa quase o triplo do que foi distribuído em 2008, e que já havia quebrado um recorde: 406 milhões de unidades. O edital para a compra já foi publicado e a abertura das propostas está prevista para o dia 29 de dezembro. Segundo o ministério, é a maior compra de preservativos já realizada no mundo.

Em 2008, a quantidade de camisinhas já havia sido três vezes maior do que a disponibilizada no ano passado. O recorde anterior foi de 2003, quando foram distribuídas 257 milhões de unidades. Os preservativos são distribuídos em serviços públicos de saúde e ações do governo, sociedade civil e outras organizações, que trabalham na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

As empresas que ganharem a nova concorrência devem começar a produzir as camisinhas já em janeiro de 2009. Após firmar o contrato, o primeiro lote, com 325 milhões de unidades, deve ser entregue em 120 dias. A distribuição ganhará um reforço em 2009, com a primeira fábrica de camisinhas do Brasil, em Xapuri (AC). O primeiro lote, com um milhão de camisinhas, foi entregue ao ministério no último dia 18. A capacidade de produção da empresa estatal, que é a única a utilizar látex da seringueira na produção do preservativo, é de 100 milhões de unidades por ano.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)