Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/03/2009 18:24

Ms: Parlamentares cobram manutenção do preço da energia

Cadú Bortolotto, Assessoria

Integrantes da bancada federal e estadual de Mato Grosso do Sul se reuniram na tarde desta quinta-feira, 26, com dirigentes da Agência Nacional de Energia Elétrica-ANEEL, em Brasília, para explicar que a tarifa de energia no estado não poderá ser reajustada em 8 de abril, como prevê o contrato de concessão firmado com a Enersul.

Participaram do encontro com o presidente Nelson Hubner e o diretor Romeu Rufino, o senador Delcídio do Amaral(PT) , o deputado federal Dagoberto Nogueira Filho (PDT) e os deputados estaduais Jerson Domingos (PMDB), Paulo Duarte (PT), Dione Hashioka (PSDB), Paulo Correa (PR) e Marcos Trad (PMDB).

"Viemos a Aneel registrar a nossa preocupação com os reajustes tarifários contratuais previstos para o dia 8 de outubro. O consumidor sul-mato-grossense foi lesado quando a Enersul cobrou a mais a tarifa de energia , trazendo prejuízos a toda a população. Nosso objetivo é defender o acordo feito pela Enersul com o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Jerson Domingos, com os demais deputados da Assembléia e com o governador André Puccinelli, no sentido de congelar a tarifa de tal maneira a compensar os recursos adicionais recebidos pela Enersul desde 2003, de uma forma absolutamente errada e incompatível com o que uma empresa de energia deveria fazer nas relações com seus clientes”, explicou Delcídio.

De acordo com o senador, a posição dos deputados estaduais e da bancada federal é unânime.

“Nós vamos acompanhar os procedimentos de definição desse reajuste tarifário e tomaremos as medidas judiciais cabíveis caso o acordo não seja cumprido, na defesa dos consumidores sul-mato-grossenses e do desenvolvimento econômico e social no nosso Estado”, alertou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)