Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020

Últimas Notícias

14/12/2019 17:00

MS lidera ranking de mediações e conciliações no País, aponta CNJ

Campo Grande News

 

Mato Grosso do Sul apareceu na liderança do ranking de mediações e conciliações do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), segundo o desembargador Ruy Celso Barbosa Florence.

O relatório do Justiça em Números considera as peculiaridades de cada segmento de justiça e os portes dos tribunais. No Estado, o percentual de Mato Grosso do Sul de sentenças homologatórias de acordo, comparavelmente ao total de sentenças e decisões proferidas é de 22,5%. Sergipe ficou em segundo lugar com 21,1%.

O levantamento reúne informações dos 90 órgãos do Poder Judiciário no Brasil. A edição deste ano trouxe informações fornecidas pelos tribunais em 2018. O índice de conciliação considera o percentual de sentenças e decisões resolvidas por homologação de acordo em relação ao total de sentença e decisões proferidas.

De acordo com o desembargador Ruy Celso Barbosa Florence, coordenador de Mediação do Nupemec (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos), uma das metas do CNJ para este ano era aumentar os métodos alternativos de solução de conflitos e Mato Grosso do Sul alcançou o primeiro lugar na Justiça Comum e Nos Juizados Especiais. “Temos avançado muito”, destaca.

“Alcançar o primeiro lugar no Brasil é o resultado do trabalho dos juízes, conciliadores e mediadores, que se dedicam a acabar com conflito das partes. Normalmente a mediação e a conciliação tendem a acabar com o conflito, enquanto a decisão judicial só o estanca e, muitas vezes, o conflito retorna. Com a mediação e a conciliação, a solução daquele conflito tende a perdurar no tempo”, acrescenta.

Como Tribunal de Justiça de porte pequeno, Mato Grosso do Sul se destacou com 10 Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania. Na fase de conhecimento dos juizados especiais, o índice foi de 16%.

Na Justiça Comum, o índice de conciliação e mediação alcançou um índice maior e chegou a 25,2%. O índice de conciliação em 1º Grau nas fases execução atingiu 13,3% e o de conhecimento 30,3%. Segundo o relatório, o índice de conciliação total, incluindo a fase pré-processual, o TJMS atingiu 23,5%.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Janeiro de 2020
13:40
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Terça, 21 de Janeiro de 2020
10:00
Receita do Dia
09:48
Cassilândia
07:58
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)