Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

Últimas Notícias

23/04/2019 09:20

MS já registrou mais de 1 mil focos de incêndio em 2019

Correio do Estado

O Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Registro Naturais Renováveis) registrou, entre 1 de janeiro e 12 de abril de 2019, 1.005 focos de incêndio em florestas e áreas de preservação de Mato Grosso do Sul. O número representa 40% do total registrado em 2018, quando 2.380 locais foram incendiados.

O outono e o inverno são estações caracterizadas por tempo seco, ventos e chuva escassa; fatores que podem favorecer a ocorrência acentuada de queimadas e incêndios florestais. Por exemplo: uma bituca de cigarro jogada em uma vegetação seca nesse período pode ocasionar um grande incêndio. Por isso, as ações da campanha começam neste mês e seguem até outubro, período mais crítico do ano.

Em 2017, os números registrados foram bem maiores, devido a um comportamento típico das ocorrências nos últimos, além das mudanças climáticas. Nos 12 meses do ano retrasado, houveram 7.446 focos de incêndio. A série histórica de dados tem mostrado que normalmente após um ano com número reduzido de incidências o ano seguinte apresenta um número alto de focos.

QUEIMAR É CRIME

Diante da necessidade de evitar o aumento dessas ocorrências, a Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore/MS) realiza a “7a Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios”.

Dados do Ibama apontam que mais de 70% do incêndios tem origem humana. Com base nesse alto índice, o tema da campanha deste ano é “Queimar é crime”, baseado na Lei 9.605/98, voltada para crimes ambientais. Conforme o artigo 41 da Lei quem provocar incêndio em mata ou floresta pode ter como pena a reclusão, de dois a quatro anos, e multa. E, em caso de crime culposo, a pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa.

“Queimar é crime e quem provoca incêndio pode ser punido por essa atitude. Nosso principal objetivo é criar a cultura da prevenção, mostrar para a população o quanto os incêndios podem trazer prejuízos sociais, ambientais e econômicos e, o que nós podemos fazer para evitar e combater tudo isso. Para tanto compartilhamos informações por meio de palestras, treinamentos, panfletagens e outras ações. Buscamos diminuir direta e indiretamente os focos de incêndios em nossa região, tornar MS referência na prevenção mundial, incentivar a união do meio rural nesta luta e desenvolver economicamente o estado com atrativos preventivos para indústrias de diferentes segmentos”, destaca o presidente da Reflore/MS, Moacir Reis.

PROGRAMAÇÃO

Diversas ações estão programadas dentro da campanha. Serão realizadas palestras educativas em escolas rurais e urbanas da costa leste do estado. “As crianças representam o nosso futuro, elas são agentes multiplicadores de informações, por isso conscientizá-las desde cedo é importante para “plantar a semente” da cultura da prevenção. Para se ter uma ideia, em 2018 nossos associados estiveram em cerca de 40 colégios da região”, completa Moacir.

Outra ação é a realização do treinamento SCI – Sistema de Comando de Incidentes, por uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e o Senar/MS. A capacitação almeja preparar os profissionais das empresas associadas a Reflore/MS para lidarem com situações de risco, relacionadas a incêndios florestais. No ano passado 80 pessoas foram capacitadas.

Para 05 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, estão previstas blitz educativas em Três Lagoas e na região de Água Clara, com entrega de panfletos e adesivos, para orientar os condutores que trafegam pelas rodovias. A campanha também será divulgada via placas informativas instaladas em rodovias, compartilhamento de informações em redes sociais e em outros formatos. Nos últimos cinco anos as ações atingiram cerca de 500 mil pessoas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
09:21
Cassilândia
Terça, 21 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)