Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/02/2006 07:15

MS: Inquérito revela índice de pessoas contaminadas

Agência do Rádio

Os números preocupam. Um inquérito inédito concluído pelo Ministério da Saúde revela que 549,3 mil pessoas estão contaminadas pelo vírus da hepatite C nas 13 capitais das regiões Nordeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal. A hepatite C é uma doença que provoca inflamação no fígado e causada por um tipo específico de vírus. No Mato Grosso do Sul, o inquérito contabilizou que, a exemplo de outras capitais, 1,89% dos moradores de Campo Grande entre 20 e 69 anos estão contaminados. Um índice quatro vezes superior ao HIV, segundo a Organização Mundial de Saúde. Os Centros de Testagem e Aconselhamento – CTAs – que antes estavam preparados apenas para o diagnóstico do HIV também estão prontos para testes que possam identificar a contaminação pelo vírus da hepatite C. A coordenadora do Programa Nacional de Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Gerusa Figueiredo explica quem deve procurar um dos 240 CTAs em todo o País para fazer os testes.

"As pessoas prioritárias que devem procurar são as pessoas que receberam transfusão sanguínea antes de 93, ou as pessoas que fizeram ou fazem uso de drogas injetáveis com compartilhamento de equipamentos – seringas, agulhas. E também as pessoas que receberam alguma injeção na década de 70 para trás quando não havia ainda seringas descartáveis. Tomavam injeções em farmácias ou mesmo em clubes de futebol como nesses casos de jogadores que fizeram compartilhamento desse produto."


Entre cinco e doze semanas após o contágio, parte dos infectados desenvolve a hepatite aguda, com náuseas, vômitos e coloração amarelada na pele e olhos. 20% das pessoas que entraram em contato com o vírus conseguem eliminá-lo espontaneamente do organismo num prazo de seis meses. Mas 80%, em média, se tornam portadores crônicos. Até o final do ano o Ministério da Saúde vai concluir a segunda etapa do inquérito, avaliando o índice de contaminação nos Estados das regiões Sudeste, Sul e Norte do País. Procure um posto de saúde e se informe sobre os testes e o tratamento que são gratuitos.


De Brasília, Carolina Andrade

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)