Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/03/2007 07:28

MS: Governo viabiliza siderúrgica para produção de aço

O governador André Puccinelli assinou nesta sexta-feira, dia 16, acordo com a siderúrgica Fergosul para instalação em Campo Grande da primeira siderúrgica com capacidade para produção de aço do Estado. Com investimentos de R$ 350 milhões, o empreendimento que será desenvolvido em três etapas, logo no início, irá gerar 400 empregos diretos, produção de 200 mil toneladas de ferro gusa ao ano e, finalmente em sua última etapa de expansão, a inédita produção do aço sul-mato-grossense e geração de 1,5 mil empregos diretos.

O superintendente de indústria, Comércio e Turismo da Seprotur (Secretaria de estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da indústria, do comércio e do Turismo), Jonathas Soares de Camargo, que junto com a secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa acompanhou a celebração do acordo, revela que os investimento serão importantes para diversificação da economia do estado, agregando valor ao minério extraído de Corumbá e ao ferro gusa beneficiado na região.

Em contrapartida, a Fergosul comprometeu-se no atendimento de todas as normas ambientais e no investimento direto em reflorestamentos no Estado.

Camargo revela que o investimento viabilizado pelo governador trará impactos diretos a economia do Estado. O impacto será direto e imediato, porque uma coisa é extrair o minério e beneficiá-lo em lugar, agora, vamos transformar aqui, com toda esta agregação de riqueza dentro do Estado, destaca.

Além dos impactos econômicos, o investimento consolida o setor siderúrgico no Estado, destaca o diretor da Fergosul, Aurylio Campos Guimarães, que há três anos meios para viabilizar seu empreendimento.

Acreditamos muito no futuro do setor no estado, não só pelas reservas minerais, mas também acreditamos que o desenvolvimento da parte ferroviária no Estado ocorra em breve, assim, o Estado tem tudo para se tornar um pólo siderúrgico brasileiro, tem condições muito vantajosa para que isso ocorra, e queremos somar neste esforço desde o início, declara.

Atualmente o Estado possui 3 siderúrgicas, com o novo empreendimento, passará a contar com quatro unidades. E um dos motivos da escolha se deu justamente pela sua capacidade futura, revela o investidor.

Além da capacidade futura de fornecimento de matéria prima e logística, estamos perto do mercado consumidor, basicamente no caso do aço, da região de São Paulo, Paraná e Minas Gerais?, aponta Guimarães, revelando que atualmente o Brasil produz muito pouco em aço, perto de 37 a 38 milhões de toneladas ano, e deve dobrar sua produção nos próximos 5 anos. ?Gostaríamos de participar deste crescimento?, revela.

Pólo Siderúrgico do Centro-Oeste
Divido em três etapas, o projeto na primeira etapa irá produzir 200 mil toneladas de ferro gusa ano, na segunda etapa 400 mil toneladas e com a possibilidade da usina ser integrada para a produção de aço, produção que vai depender muito da parte de logística. ?Se o Estado tiver condições futuras para que isso ocorra, vamos produzir aço em Mato Grosso do Sul?, conta Guimarães.

O projeto também contará com grande investimento na área vegetal, isso para que a empresa possa ser auto-suficiente, como determina o compromisso assumido com o Estado.

Camargo revela que o governo tem aplicado esforço para consolidar todas as cadeias produtivas, principalmente para que possam agregar valor aos produtos do Estado. ?Hoje temos o minério que esta sendo exportado como produto primário, com novas siderúrgicas, estaremos agregando valor?, aponta.

O diretor-Presidente da Agencia de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande, Paulo Salvatore Ponsini, também concorda, lembrando que o estado possui uma disponibilidade bastante consistente no fornecimento florestas, além do minério de Corumbá.

Juntando estas duas coisas, e a logística do Estado, as empresas estão buscando se instalar aqui, isso é muito bom, começamos a agregar valor as nossas madeiras e ao nosso minério, dando uma utilização mais nobre aos produtos, e assim, diversificamos nossa economia, buscando novas alternativas, e a siderurgia é uma delas?, afirma.

Para Ponzini, o investimento é uma sinalização de que haverá uma valorização real para os produtos do Estado. ?O reflorestamento, as terras, o carvão, enfim, trará um novo valor para os produtos produzidos na região?, destaca.

Camargo lembra ainda que em meados de Abril, um novo investimento no setor também será iniciado no Estado, a Sideruma, que também contará com incentivos fiscais do Governo. Com investimentos de R$ 200 milhões e 200 empregos diretos, a industria será instalada em Campo Grande.

"O Governo do Estado está fazendo um trabalho equânime para todas as empresas deste setor, então, as empresas terão o mesmo tratamento no Estado.

Além da Fergosul que deve iniciar suas obras em seis meses, e da Sideruna que inicia seu projeto em abril, todas com produção de ferro gusa e capacidade para produção de aço, também a MMX em Corumbá, que ainda está em negociação, também deverá produzir aço.

"Estes novos investimentos comprovam nosso compromisso de agregar valor aos produtos e apontam para a consolidação de Estado como pólo siderúrgico", conclui.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)