Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/01/2004 07:47

MS: Funai, MPF e fazendeiros discutirão impasse hoje

Luciana Vasconcelos/ABr

Representantes de fazendeiros, índios, Ministério Público Federal e Funai (Fundação Nacional do Índio) estarão reunidos hoje para tentar resolver o impasse que se instalou na região de Iguatemi, no sul do Mato Grosso do Sul, desde o final do mês passado. A audiência conciliatória foi marcada pela Justiça Federal para as 13h30 (horário local).

Desde o dia 22 de dezembro, quase 3 mil índios guarani e kaiowá agem para a retomada de terras numa área que denominam yvy katu (terra boa, em guarani), reconhecidas pela Fundação Nacional do Índio como área indígena. Eles querem a ampliação da reserva de Porto Lindo, de 1.648 hectares para 9.400 hectares.

Os índios já ocuparam 14 das 17 propriedades da região. Um dos líderes do movimento, Gumercindo Fernandes, disse que a ocupação ocorre de forma calma e pacífica. “Não está havendo resistência”, contou. Mas segundo Roseli Maria Ruiz Silva, da organização não-governamental Recover, a situação está "crítica". Ela disse que os índios invadem propriedades, são violentos e estão armados. “Ninguém faz nada”, lamentou.

A Funai aguarda a finalização de um relatório antropológico da área que será publicado no Diário Oficial da União. A partir da data da publicação, os fazendeiros terão 90 dias para contestar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)