Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/12/2007 19:05

MS faz história na Copa do Brasil de Futebol Feminino

Ricardo Pereira/FFMS

A primeira edição da Copa do Brasil de Futebol Feminino teve sua final neste sábado, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. E a equipe do Mato Grosso do Sul sagrou-se campeã após a vitória nos pênaltis por 5 a 4 sobre o Botucatu de São Paulo. No tempo normal, o jogo ficou 1 a 1. A cobrança decisiva coube a Bárbara, jogadora do Mato Grosso do Sul. A partida, que estava marcada para ter início às 18h10m, só começou às 18h55m por causa da forte chuva e o apagão dos refletores quando as equipes estavam perfiladas para ouvir o hino nacional, mas tirou o brilho da final da I Copa do Brasil organizada pela CBF, na tentativa de popularizar a modalidade entre as mulheres, após o vice-campeonato mundial da seleção na China.

O time do Botucatu abriu o placar com um gol olímpico de Renata. O Mato Grosso do Sul empatou na cobrança de pênalti de Daniela Alves, artilheira da competição com 14 gols. A decisão então foi decidida na marca da cal. A única jogadora que perdeu a cobrança foi Grazielle. Bárbara fez a quinta cobrança do Mato Grosso do Sul com categoria e deu o título ao clube. A jogadora Formiga passou mal após o apito final do tempo regulamentar e foi retirada do gramado de ambulância.

As duas equipes, no início da competição, eram as consideradas favoritas por terem mais jogadoras da seleção. No Botucatu, são cinco: Renata Costa, Grazielle, Daiane, Michele Reis e Mônica; e quatro no rival: Tânia Maranhão, Maicon, Daniela Alves e Formiga. Na partida preliminar, São Francisco e Benfica ficaram no 2 a 2. Nos pênaltis, o São Francisco venceu por 5 a 4 e ficou na terceira colocação da Copa.



Na Copa do Brasil feminina, não são cobrados ingressos para os torcedores, mas, mesmo assim, o público nos estádios de Brasília foi muito pequeno. Jorge Barcellos, técnico da seleção, esteve no Distrito Federal para assistir aos jogos.



O jogo

A partida começou equilibrada e as duas equipes ficaram aguardando o campo secar um pouco e evitaram as jogadas mais duras, mas mesmo assim, Formiga recebeu uma entrada dura no meio-campo e precisou ser atendida fora das quatro linhas.


Aos cinco minutos o Botucatu teve a primeira chance da partida. Fabiana levantou a bola na área e Vanessa precisou sair quase na risca da pequena área para dar um soco na bola e aliviar o perigo.


A resposta veio três minutos mais tarde. Giovânia foi lançada entre duas zagueiras, demorou para chutar, dando tempo para a recuperação do time de Botucatu. Mais dois minutos se passaram, e Roseli deu drible desconcertante em sua marcadora e de perna esquerda bateu forte. Renata fez excelente defesa na trave direita evitando a abertura do placar.


O MS/Saad pressionava e aos 21 minutos, após cobrança de falta, Bárbara colocou a bola rente a trave esquerda de Renata, para alívio dos torcedores do Botucatu, que contou com o apoio da torcida local pelo fato da atacante Graziela ser filha da terra.


O jogo caiu um pouco tecnicamente, mas o MS/Saad tocava melhor a bola. Aos 40 minutos Roseli recebeu a bola na entrada da área e bateu forte, mas a bola subiu e foi à linha de fundo. Foi o último lance de perigo da etapa, que terminou mesmo empatada por 0 a 0.


Segundo tempo

A partida recomeçou e as jogadoras foram logo tentando abrir o placar. Aos 11 minutos, depois de rápido contra ataque pela esquerda com Daniela Alves, o MS/Saad quase marcou. A jogadora se livrou da marcação e cruzou a meia altura. Roseli mergulhou na bola e obrigou a goleira Renata fazer bela defesa em dois tempos.


Aos 15 o Botucatu respondeu. A bola foi cruzada em direção ao gol e Vanessa precisou sair quase na marca do pênalti para socar a bola e mais uma vez aliviar o perigo da área do MS/Saad.


A partir daí o Botucatu passou a ter mais domínio de bola e aos 20 minutos abriu o marcador. Rafaela bateu escanteio pela direita, a goleira Vanessa não conseguiu tocar na bola, e marcou um gol olímpico.


Aos 23 minutos o MS/Saad respondeu com Daniela Alves. A jogadora recebeu pelo meio, se livrou da marcação e bateu de perna esquerda. A bola saiu a direita de Renata e foi à linha de fundo.


Aos 27 minutos Giovânia recebeu lançamento pela esquerda e foi derrubada dentro da área. Pênalti marcado. Daniela Alves bateu forte no lado esquerdo de Renata e sem chance de defesa empatou.


Aos 39 minutos a árbitra Simone Xavier foi complacente com a lateral Rafinha, que entrou criminosamente em Formiga e recebeu apenas o cartão amarelo, ao invés de ser expulsa de campo. Foi também o último lance de emoção na partida que foi para as penalidades máximas.


Pênaltis
Nos pênaltis o MS/Saad foi melhor e venceu por 5 a 4.

1° Botucatu - Hellen

1° MS/Saad - Daniela Alves

2° Botucatu - Renata Costa

2° MS/Saad - Bia

3° Botucatu - Adriane

3° MS/Saad - Andréia

4° Botucatu - Fabiana

4° MS/Saad - Bruna

5° Botucatu - Grazielle (errou)

5° MS/Saad - Bárbara (Finalizou dando o título ao MS)


Ficha técnica

Jogo: MS/Saad (MS) 1 () x 1 () Botucatu (SP)


Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Arbitragem: Simone Xavier de Paula e Silva (PE)

Gols: Daniela Alves (pênalti) aos 27’/2T (MS/Saad), Rafinha (olímpico) aos 20’/2T (Botucatu).

Cartões amarelos: Bagé e Rafinha (Botucatu)


MS/Saad
Vanessa; Andréia, Tânia Maranhão e Bruna, Simone, Bárbara, Formiga Daniela Alves e Suzana (Bia); Roseli e Giovânia.

Técnico: Zé Roberto Silva


Botucatu (SP)

Renata (Maria); Carol Carioca, Bagé, Mônica; Fabiana, Renata Koki, Anne, Adriane e Rafinha; Dani (Vanessa) e Grazielle.

Técnico: Edson Castro








DANIELA ALVES ARTILHEIRA E MELHOR JOGADORA DA COPA



A jogadora Daniela Alves, além de ser campeã, pela equipe do MS/SAAD foi a artilheira da competição com 14 gols e também eleita a melhor jogadora da Copa do Brasil.



Daniela Alves, 23 anos, começou a jogar futebol aos 13 anos na Portuguesa de Desportos. Aos 15 anos, passou a integrar a Seleção Brasileira. Jogou a Liga Norte-Americana em 2003 e atuou no UMEA, na Suécia, ao lado da jogadora Marta. Em 2007, Daniela marcou seis gols no Pan-Americano onde o Brasil conquistou a medalha de ouro. Indicada pela FIFA a melhor do mundo ao lado de Marta, Cristiane e Formiga, Daniela é Vice-Campeã Mundial.








AUTORIDADES PRESTIGIARAM A FINAL DA COPA DO BRASIL FEMININA



A final da I Copa do Brasil de Futebol Feminino com organização da entidade maior do futebol brasileiro, a CBF, com final definida na noite de sábado e que foi realizada na cidade de Brasília, mexeu com autoridades das cidades que chegaram à final e do Distrito Federal. Presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Dr. Ricardo Teixeira, não pode estar presente, por causa do amistoso da Seleção Brasileira Olímpica, no Rio de Janeiro.


Pelo lado do time sul-mato-grossense, o MS/Saad, além do presidente do clube, Romeu de Castro, estavam também o presidente da Federação de Futebol do Mato Grosso do Sul, Francisco Cesário de Oliveira e o vereador de Campo Grande (MS), Wanderlei Cabeludo, representando o prefeito da cidade, Nelson Trad.



Já no Botucatu estavam prestigiando e torcendo pelo clube o prefeito da cidade, Antônio Mário Lelo, o secretário de esportes, Nivaldo Ceará, e o secretário de comunicações, Sérgio Parada.


Mais autoridades

Mato Grosso do Sul recebeu as medalhas das mãos do Governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, o vice, Paulo Octávio, o Ministro dos Esportes, Orlando Silva Júnior, o Deputado Federal, Aldo Rebelo, o vice-presidente da CBF, Weber Guimarães, do Diretor Técnico da CBF, Virgílio Aluísio, do presidente da Federação Brasiliense de Futebol, Fábio Simão e do vice, Paulo César Araújo.



O Técnico Jorge Barcellos, Vice-Campeão Mundial, acompanhou atentamente a final para observar as futuras candidatas a Seleção que disputará as Olimpíadas de Pequim em 2008.



Também estavam na cerimônia de premiação, o secretário de esportes do Distrito Federal, Aguinaldo de Jesus, o Deputado distrital, Wilson Lima e o presidente da Liga de Futebol Feminino de Brasília, Arnaldo Freire.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)