Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/02/2010 08:45

MS é o estado com maior incidência de dengue no Brasil

Campo Grande News/ João Humberto

O estado de Mato Grosso do Sul ocupa o topo da lista com a maior concentração de incidência de casos de dengue nas seis primeiras semanas deste ano, de acordo com balanço parcial do Ministério da Saúde, divulgado hoje.

Enquanto no ano passado foram confirmados 518 casos, neste ano o número subiu para 21.050. Em relação à incidência, em 2009 foram 22,2 casos para cada 100 mil habitantes; já em 2010 são 891,7 casos para cada 100 mil habitantes.

Outro quatro estados brasileiros apresentam alta incidência de casos da doença: Rondônia, Acre, Mato Grosso e Goiás. Todos estes, mais Mato Grosso do Sul, registraram índices que vão de 423,2 a 891,7 casos por 100 mil habitantes.

O Ministério da Saúde considera três níveis de incidência de dengue: baixa (até 100 casos por 100 mil habitantes), média (de 101 a 300 casos) e alta (acima de 300). Portanto, o estágio da doença em Mato Grosso do Sul pode ser considerado alarmante.

Em números absolutos, esses cinco estados registraram 77.117 notificações da doença, o equivalente a 71% dos 108.640 registros em todo o país entre 1º de janeiro e 13 de fevereiro.

Mais de um terço (34%) das notificações concentrou-se em cinco municípios: Campo Grande (12.712 casos), Goiânia (12.316), Aparecida de Goiânia (3.280), Rio Branco (5.056) e Porto Velho (3.412). No mesmo intervalo do ano passado, foram 51.873 casos no Brasil.

Diminuição - Em contrapartida, o balanço parcial do Ministério da Saúde mostra uma diminuição nas mortes por dengue no país.

Nas seis primeiras semanas deste ano, foram confirmadas 21 mortes, contra 31 no mesmo período de 2009. O número de óbitos pode sofrer alterações, uma vez que todas as mortes por suspeita de dengue são submetidas a investigação laboratorial.

Minas Gerais registrou, nas primeiras seis semanas do ano, 15.626 casos de dengue. Porém, a incidência no estado (78 casos por 100 mil habitantes) é considerada baixa, conforme os parâmetros do Ministério da Saúde.

São Paulo e Distrito Federal, por sua vez, também apresentaram aumento nas notificações. Mas a quantidade de casos é pequena, quando comparada à população de cada unidade federada.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)