Cassilândia, Domingo, 23 de Abril de 2017

Últimas Notícias

25/05/2007 13:51

MS é o 5º Estado do País com menor número de solteiros

Fernanda Mathias - Campo Grande News

Nas últimas seis décadas a proporção de pessoas solteiras em Mato Grosso do Sul caiu de 62% da população de 10 anos de idade ou mais a 35,7%. O Estado que era o segundo em número de pessoas que não estavam vivendo conjugalmente e agora passou a ser o quinto com menos solteiros do País. Os dados fazem parte do estudo Tendências Demográficas, com base em análise de Censos dos anos de 1940 e 2000, divulgado nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Outro dado revelado pelo estudo é que a população na década de 40 tinha mais homens do que mulheres. Eram 25.559 homens em Campo Grande e 23.051 mulheres. Já no ano de 2000 eram 322.703 homens e 340.918 mulheres.

Também ficou evidenciado o envelhecimento da população de Mato Grosso do Sul. Os estudos têm revelado a cada ano o aumento longevidade da população. Na década de 40 a proporção de idosos para crianças a adolescentes de até 15 anos de idade era de 6,4%. Passou a 24,7% no ano de 2000.

Assim como ocorre em nível nacional houve crescimento expressivo na população que vive na Capital em detrimento do interior. Dos moradores de Mato Grosso do Sul, 31,9% viviam em Campo Grande no ano de 2000 e 68,1% no interior. Já em 1940 eram 20,8% na Capital e 79,2% nos municípios do interior. A taxa anual de crescimento populacional na Capital no período foi de 4,48% contra 3,46% no interior.

Raça e religião – A pesquisa revela que a religião católica que reinava absoluta perdeu espaço para a evangélica, que teve uma explosão de crescimento no número de seguidores. No ano de 1940, disseram ser católicos 91,4% dos ouvidos pelo IBGE e no ano de 2000 eram 69,5% católicos apostólicos romanos. Já a proporção de evangélicos aumentou de 2,1% a 18,2%. Declararam não ter religião 8% dos entrevistados em 2000 contra 2,3% em 1940.

Também aumentou o número de pessoas que se consideram pardas. De 19,9% a 40,6%, enquanto os que se consideram brancos diminuíram de 1,9% a 54,7%. Já a proporção de pessoas que se consideram de cor preta caiu de 7% a 3,4%.

Quanto à alfabetização, eram analfabetos 48,1% dos moradores de Mato Grosso do Sul em 1940 e em 2000 eram 9,6%, sexta menor taxa do País. O campo empregava 29,2% dos habitantes do Estado em 1940 e 60 anos depois 19,5%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 23 de Abril de 2017
Sábado, 22 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Sexta, 21 de Abril de 2017
11:00
Mundo Fitness
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)