Cassilândia, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

Últimas Notícias

20/12/2017 11:30

MS deve colher quase 50 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2017/18

Campo Grande News

Mato Grosso do Sul deve colher 49,79 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2017/18, estimou, nesta terça-feira (19), a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). O volume é ligeiramente menor que a produção deste ano, de 50,29 milhões de toneladas. A queda é de 1%, abaixo da retração em todo o País, de 3,3%.

A redução da produção de cana em Mato Grosso do Sul decorre da previsão de menor produtividade. A área deve aumentar em 7,5%, de 619 mil hectares para 665,4 mil hectares. No entanto, há projeção de diminuição de 7,9% na produtividade, de 81.251 quilos por hectare para 74.835 quilos por hectare.

De acordo com a Conab, esse cenário se relaciona a intempéries, especificamente à queda de granizado e forte geada em julho, considerada uma das maiores dos últimos 15 anos. Essa situação forçou a antecipação da colheita. "A partir de outubro as chuvas se regularizaram, favorecendo o crescimento da cana-de-açúcar que já foi colhida", acrescentou a companhia.

"Em relação aos ataques de pragas e doenças, não houve relatos sobre níveis de infestação que comprometessem a produtividade das lavouras", informou a Conab. "As principais pragas que atacam as lavouras são a broca, contida principalmente por controle químico, e a cigarrinha, controlada principalmente através de controle biológico, estão dentro dos níveis aceitáveis de população, visto que que o uso de novas variedades e mudanças no manejo têm contribuído para um bom controle", acrescentou.

"O bicudo da cana-de-açúcar também tem sido um problema nas lavouras. A praga ataca as plantas, reduzindo o vigor vegetativo, além de causar perdas qualitativas nas lavouras. O controle normalmente tem sido feito com o corte da palha na linha das soqueiras e com a aplicação de inseticida", detalhou a Companhia.

Em todo o País, a produção de cana-de-açúcar da safra 2017/2018 deve chegar a 635,59 milhões de toneladas, com um recuo de 3,3% frente às 657,18 milhões da temporada anterior.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 18 de Janeiro de 2019
10:10
Chapadão do Sul
Quinta, 17 de Janeiro de 2019
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Quarta, 16 de Janeiro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)