Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/03/2012 12:40

MS corre risco de epidemia de dengue tipo 4

Campo Grande News/ Aline dos Santos

A chegada do vírus tipo 4 da dengue a Mato Grosso do Sul aumenta a probabilidade de epidemia. O alerta é do médico infectologista Rivaldo Venâncio da Cunha.

A explicação é simples: como o vírus ainda não circulou pelo Estado, a população não tem imunidade para a doença. Quanto aos sintomas, o tipo 4 não é mais agressivo do que os já existentes.

O médico afirma que cada subtipo da dengue – que vai de 1 a 4 – tem uma proteção específica. Ou seja, quem “pegou” o tipo 1, não é contaminado, novamente, pelo mesmo tipo. Mas ainda pode “pegar” os outros três. De acordo com o infectologista, o combate ao mosquito é uma das principais medidas para evitar a epidemia.

Em 2007, com a circulação do tipo 3, Mato Grosso do Sul registrou mais de 60 mil casos da doença. Em Campo Grande, a epidemia chegou a 45 mil notificações, superlotando a rede de Saúde. Desta forma, teve um caso notificado a cada grupo de 17 pessoas.

Ações - A SES (Secretaria Estadual de Saúde) confirmou dois casos da dengue tipo 4 em Campo Grande: um no bairro Parati e o outro na Vila Eliane. Conforme a secretaria, os dois pacientes não apresentaram quadro clínico grave. Eles receberam atendimento nas unidades de saúde, não sendo necessária a internação, e já estão em casa.

Como medida de prevenção, a SES e a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) deslocaram viaturas e equipamentos adicionais para expandir o isolamento da fêmea do mosquito nas duas regiões em que foram detectados os casos.

De acordo com o secretário adjunto de estado de Saúde, Eugênio Martins de Barros, as medidas de prevenção à dengue no Estado foram montadas desde outubro do ano passado, baseada na possível chegada do tipo 4. Porém, ele ressalta que as ações dependem da colaboração da população.

Neste ano, até 7 de março, Mato Grosso do Sul registrou 250 notificações de dengue. A maioria, 89 casos, foi em Campo Grande. Contudo, conforme o boletim, municípios prioritários - Dourados, Naviraí, Nova Andradina e Nova Alvorada do Sul - não encaminharam os dados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)