Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/07/2004 14:09

MS consumiu US$ 189 milhões em defensivos

Fernanda Mathias / Campo Grande News

O Mato Grosso do Sul consumiu no ano passado US$ 189 milhões em defensivos agrícolas no ano passado, segundo dados do Sindag (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola). Isso representa 6% de participação em toda a venda do produto em âmbito nacional, de acordo com o presidente da entidade, José Roberto da Ros.
De olho no período de plantio da próxima safra de soja e outras culturas de verão, a entidade alerta para os riscos aos quais os produtores que compram produtos clandestinos estão sujeitos. Sem o grau de precisão adequado, esses produtos podem, além de prejudicar o meio ambiente e comprometer a qualidade da produção para o consumo humano, também afetar a própria lavoura, causando grandes perdas.
Considerando a participação de Mato Grosso do Sul no mercado regular, os defensivos piratas movimentam pelo menos US$ 3 milhões no Estado (de US$ 50 milhões nacionais). Porém, pondera Ros, a grande representação agrícola e proximidade da fronteira com o Paraguai podem fazer do Estado um consumidor mais voraz dos produtos clandestinos. O contrabando é estimulado pelos preços até 40% mais baratos, diferença calculada em função desses defensivos não recolherem impostos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)