Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/07/2004 21:06

MS: Brasil e Bolívia negociam construção de pólo gás

Gabriela Guerreiro/ABr

O Brasil e a Bolívia deram hoje mais um passo para incrementar a relação dos dois países no campo energético, especialmente na produção e comercialização de gás natural. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Bolívia, Carlos Mesa, manifestaram a intenção de construir um pólo gás-químico na região da fronteira, próximo às cidades de Corumbá e Puerto Suáreaz. “Planejamos instalar na Bolívia um pólo gás-químico binacional para industrializar o patrimônio mineral da Bolívia”, disse Lula.

O presidente brasileiro também manifestou a intenção de montar um Centro de Tecnologia do Gás, para que o produto possa ser transformado “em poderoso motor de progresso” tanto para os bolivianos como para os brasileiros. Na avaliação de Lula, o povo boliviano vem garantindo capacitação no setor energético para explorar o gás de maneira racional, garantindo também resultados econômicos favoráveis ao país.

“O Brasil quer ajudar na criação de condições para que a Bolívia exporte produtos de maior valor agregado para o mercado brasileiro e internacional”, disse Lula.

O presidente da Bolívia, Carlos Mesa, garantiu que o país vai levar adiante as promessas no setor energético, e ressaltou que a importância das medidas para a recuperação econômica boliviana.
“O pólo gás-químico binacional pode aumentar o valor agregado da nossa matéria prima mais importante”, disse Mesa.

Além dos avanços no campo energético, os dois chefes de Estado assinaram uma série de acordos bilaterais nos setores político e econômico. Um dos acordos autoriza a livre circulação de brasileiros e bolivianos nos territórios de fronteiras entre os dois países, assim como elimina a necessidade de passaporte para o ingresso no Brasil e na Bolívia. Outro acordo assinado foi o que libera US$ 600 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a execução de obras viárias, especialmente a rodovia que liga Santa Cruz de La Sierra ao Brasil – que será também um caminho da Bolívia para o Oceano Atlântico.

O governo brasileiro também efetivou o perdão de grande parte da dívida boliviana com o Brasil, calculada em US$ 48 milhões. Os bolivianos vão pagar apenas US$ 2,16 milhões e vão oferecer, como contrapartida, o prédio onde está hoje situada a Chancelaria da Embaixada Brasileira em La Paz. Segundo o presidente Lula, o acordo para o perdão da dívida “expressa a certeza de que o povo boliviano saberá superar os históricos entraves ao seu desenvolvimento”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)