Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/05/2009 07:45

MS: A causa de suicídio entre guaranis, segundo líder

Luana Lourenço , Agência Brasil

Brasília - Os índios Guarani Kaiowá, de Mato Grosso do Sul, convivem há anos com uma estatística perversa: concentram a grande maioria dos suicídios registrados entre povos indígenas no Brasil. Em 2008, todos os 34 casos identificados no país ocorreram em tribos da etnia, de acordo com levantamento do Conselho Indigenista Missionário (Cimi).

O líder guarani kaiowá Anastácio Peralta disse que o fato “é bastante assustador” para a comunidade e atribui as mortes à perda de identidade dos indígenas diante dos conflitos fundiários e sociais que os guaranis enfrentam em Mato Grosso do Sul.

“A gente vê que é uma perda de identidade, de religião, enfraquecimento da cultura. A gente não foi preparado para enfrentar esses problemas todos de onde a gente vive”, afirmou.

Por causa de conflitos fundiários, os guarani vivem hoje uma disputa por espaço com o agronegócio e muitos indígenas passam a trabalhar nas fazendas ou se deslocam para as cidades próximas, onde se concentram nas periferias.

“Um povo que é acostumado a viver em um espaço grande, onde não dependia dessa economia de fora, era muito tranquilo, feliz. Ali mantinha sua cultura, sua religião, sua dança, seus cantos e hoje não pode mais fazer isso”.

O consumo de bebidas alcoólicas e de drogas, em alguns casos, potencializam os problemas e também contribuem para o alto número de suicídios na etnia, segundo Peralta.

Na avaliação do líder indígena, a ampliação das terras dos guarani kaiowá em Mato Grosso do Sul e o fortalecimento cultural das tribos podem reverter o alto índice de suicídios.

“O povo guarani kaiowá é um povo alegre. Mas o que faz uma pessoas ser alegre é acreditar que a vida é boa”, afirmou.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)