Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/01/2013 12:42

MPF vai investigar rigor no controle de infecção hospitalar

Campo Grande News/ Aline dos Santos

O MPF (Ministério Público Federal) vai investigar o cumprimento da lei para implantação de coordenações de infecção hospitalar e a divulgação dos indicadores epidemiológicos dos casos em Mato Grosso do Sul.

Serão encaminhados ofícios à SES (Secretaria Estadual de Saúde) e à Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande).

O MPF que saber se foi implantada a Coordenação Estadual de Controle de Infecção Hospitalar; se há o acompanhamento, avaliação e divulgação dos indicadores epidemiológicos de infecção hospitalar no Estado; se os hospitais do Estado que possuem Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) implantadas; e quais notificam as infecções hospitalares.

Conforme a procuradora Analícia Ortega Hartz, as secretarias têm prazo de dez dias para responder ao Ministério Público Federal. O Sinais (Sistema Nacional de Informação para o Controle de Infecções em Serviços de Saúde) foi criado em 2004.

No começo de 2012, relatórios da Vigilância Sanitária Municipal indicavam risco de infecção em 11 hospitais - públicos e particulares - de Campo Grande. Os dados foram solicitados pelo MPE (Ministério Público do Estado).

Dentre as irregularidades encontradas, estavam falta de controle do uso de antibióticos, problemas com limpeza, armazenamento irregular de medicamentos, luvas a serem usadas armazenadas em recipientes abertos e falta de mapeamento quando detectada alguma bactéria.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)