Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/10/2005 07:40

MPF vai à Justiça contra anulação de jogos no Brasileiro

Humberto Marques/Campo Grande News

O juiz da 30ª Vara Criminal do Rio de Janeiro/RJ decide hoje se acatará ou não a representação do MPF (Ministério Público Federal), que pede que se torne sem efeito a anulação dos 11 jogos do Campeonato Brasileiro, que foi determinada pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). A ação foi decidida por suspeita de manipulação de resultados – os jogos foram apitados pelo árbitro Edílson Pereira de Carvalho, um dos principais envolvidos no “escândalo do apito”, onde juízes de futebol confessaram arbitrar partidas para conseguir resultados que beneficiassem apostadores de sites da internet.

De acordo com a Agência Estado, o pedido de liminar apresentado nesta segunda-feira por procuradores do MPF defende que a repetição dos jogos pode representar risco à segurança pública, “já se refletindo na morte de algumas pessoas, após conflito entre torcidas”. O Ministério Público também entrou com ação civil contra a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), exigindo o pagamento de R$ 10 milhões por danos morais – recursos que iriam para o Fundo Nacional de Direitos Difusos.

O pedido contra a CBF é explicado pelo fato de que o STJD não pode ser réu, por não ter personalidade jurídica, e cabe à confederação as despesas do tribunal esportivo.Os riscos à “segurança pública” são exemplificados nos jogos entre Vasco e Figueirense (onde o time carioca empatou no segundo jogo, e prometeu ir ao STJD para anular a partida) e Santos e Corinthians (onde torcedores santistas invadiram o campo após o desempate dos paulistanos). Os procuradores sustentam que são necessárias provas para a anulação dos 11 jogos, o que não existiria para todas as partidas. As medidas estão sendo tomadas com base na falta de consulta aos times envolvidos que, segundo o MPF, não tiveram direito de defesa assegurado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)