Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/03/2016 07:40

MPF quer que prefeitura banque reforma de área que deve virar espaço cultural

Campo Grande News

O MPF (Ministério Público Federal) quer que a prefeitura de Paranaíba - localizada a 422 km de Campo Grande - reforme o espaço construído irregularmente para abrigar o lanchódromo da cidade, na praça Carnaíba, e destine o local para a instalação do Centro Público de Comercialização de Produtos Artesanais.

A ação, ingressada na Justiça, pede adaptações estruturais para a correta guarda e conservação de produtos artesanais, já que a área deveria ser destinada para esse fim, conforme convênio entre a prefeitura e a União. A administração municipal mudou a finalidade do espaço sem autorização, ato confirmado em outra decisão ação judicial.

Cerca de R$ 500 mil foram cedidos para a construção, como forma de incentivo à cultura e ao turismo. A multa prevista pelo MPF é de R$ 1 mil por dia caso o prédio na praça não receba o centro artesanal. Como o espaço ficou aberto e sem abrigo ao sol e chuva, será necessário fazer essa cobertura.

Para o MPF, como houve desvio de finalidade na execução do convênio, a obrigação de realizar as obras de adaptação da área é da prefeitura. Um novo projeto e o cronograma estimado de execução das obras deve ser apresentado em até 90 dias se a ação for julgada procedente pela Justiça.

Em janeiro, a Justiça considerou irregular o não cumprimento do convênio com a União e obrigou a prefeitura de Paranaíba a destinar corretamente a área na praça Carnaíba para a instalação Centro Público de Comercialização de Produtos Artesanais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)