Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

08/12/2012 06:14

MPF abriu mais de 5 mil inquéritos contra gestores em 2012

Agência Brasil/ Heloisa Cristaldo

O Ministério Público Federal (MPF) abriu 5.113 inquéritos envolvendo corrupção, peculato, tráfico de influência e nepotismo contra gestores públicos em 2012. Além desses, mais 2 mil inquéritos sobre improbidade administrativa foram abertos este ano. Os dados são referentes ao período de 1º de janeiro a 31 de outubro, portanto, ainda podem mudar.

Os números divulgados pelo MPF são menores que os registrados em 2011, quando 5.678 inquéritos policiais foram abertos. Em relação à improbidade administrativa, no mesmo período, foram abertos 1.869 inquéritos policiais, 3.668 inquéritos civis públicos e 2.085 procedimentos administrativos.

\\\"A corrupção não diminuiu de 2011 para 2012. O número de 2012 ainda é parcial e muitos delitos podem ter ocorrido e ainda estão em fase de comunicação ao Ministério Público, \\\" disse a coordenadora do grupo de combate à corrupção do MPF, procuradora regional da República Janice Ascari. \\\"A corrupção se dá por outros delitos também e esse número poderia ser maior se fosse considerado a falta de prestação de contas, por exemplo\\\", acrescentou.

O levantamento do MPF apontou que a Região Sul é a campeã de inquéritos policiais, registrando 923 no Paraná, 621 no Rio Grande do Sul e 247 em Santa Catarina. Dois estados da Região Norte tiveram os piores índices - Rondônia (35) e Acre (29).

Segundo a coordenadora, a parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) resultou em mais de 300 denúncias contra prefeitos. De acordo com Ascari, a participação do cidadão é importante no combate à corrupção. “Muitos dos casos que temos de corrupção se originam de comunicações feitas pelos próprios munícipes”, disse.

Conforme Ascari, o grupo identificou que os municípios mais pobres do país, que recebem mais verbas federais, é onde ocorrem a maior parte dos desvios. “Há uma relação direta entre o nível de corrupção pública e o Índice de Desenvolvimento Humano [IDH]: quanto menor o IDH, maior é o nível de corrupção”, avaliou.

Edição: Carolina Pimentel

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 25 de Abril de 2017
Segunda, 24 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)