Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/08/2014 17:43

MPE vai à Justiça contra prefeituras para fechar lixões em 15 cidades

Aliny Mary Dias, Campo Grande News

Das 79 cidades de Mato Grosso do Sul, apenas oito cumpriram o prazo estipulado pela lei federal de 2010 que previa o funcionamento dos lixões até o último dia 4 de agosto. Diante da situação, o MPE (Ministério Público Estadual) ajuizou na Justiça ações civis públicas contra 15 cidades.

Conforme o ministério, as prefeituras estão sendo orientadas por meio das Promotorias de Justiça da Habitação e Urbanismo e do Patrimônio Histórico e Cultural do Estado. Atualmente, há providências em 21 cidades do Estado e nas outras que ainda não cumpriram os prazos deverão ser instaurados inquéritos civix que podem se transformar em ações civis públicas.

Após as conversas, geralmente há a firmação de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre as prefeituras que precisam cumprir novos prazos estipulados com o MPE. Em caso de não cumprimento, os gestores podem arcar com multas e até responder legalmente sobre a falta dos aterros sanitários, considerada crime ambiental.

Até agora, foram abertas 15 ações contra as seguintes cidades: Água Clara, Amambai, Aquidauana, Batayporã, Bela Vista, Camapuã, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Glória de Dourados, Maracaju, Miranda, Nioaque, Sidrolândia e Rio Verde.

Possuem aterros sanitários funcionando os municípios de Três Lagoas, Naviraí, Alcinópolis, Taquarussu, Aquidauana, Dourados e Jateí.

Em Campo Grande a existência do lixão ainda deve se arrastar por algum tempo. Na última quinta-feira (31), a Prefeitura da Capital, anunciou a criação de um grupo de trabalho para gerenciar o fechamento do lixão e a transição para a UTR (Unidade de Tratamento de Resíduos).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)