Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

13/08/2014 17:43

MPE vai à Justiça contra prefeituras para fechar lixões em 15 cidades

Aliny Mary Dias, Campo Grande News

Das 79 cidades de Mato Grosso do Sul, apenas oito cumpriram o prazo estipulado pela lei federal de 2010 que previa o funcionamento dos lixões até o último dia 4 de agosto. Diante da situação, o MPE (Ministério Público Estadual) ajuizou na Justiça ações civis públicas contra 15 cidades.

Conforme o ministério, as prefeituras estão sendo orientadas por meio das Promotorias de Justiça da Habitação e Urbanismo e do Patrimônio Histórico e Cultural do Estado. Atualmente, há providências em 21 cidades do Estado e nas outras que ainda não cumpriram os prazos deverão ser instaurados inquéritos civix que podem se transformar em ações civis públicas.

Após as conversas, geralmente há a firmação de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre as prefeituras que precisam cumprir novos prazos estipulados com o MPE. Em caso de não cumprimento, os gestores podem arcar com multas e até responder legalmente sobre a falta dos aterros sanitários, considerada crime ambiental.

Até agora, foram abertas 15 ações contra as seguintes cidades: Água Clara, Amambai, Aquidauana, Batayporã, Bela Vista, Camapuã, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Glória de Dourados, Maracaju, Miranda, Nioaque, Sidrolândia e Rio Verde.

Possuem aterros sanitários funcionando os municípios de Três Lagoas, Naviraí, Alcinópolis, Taquarussu, Aquidauana, Dourados e Jateí.

Em Campo Grande a existência do lixão ainda deve se arrastar por algum tempo. Na última quinta-feira (31), a Prefeitura da Capital, anunciou a criação de um grupo de trabalho para gerenciar o fechamento do lixão e a transição para a UTR (Unidade de Tratamento de Resíduos).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)