Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/02/2016 06:10

MPE recomenda cancelamento de teste físico em concurso para agentes de saúde

Campo Grande News

O MPE/MS (Ministério Público Estadual) recomendou que a Prefeitura de Ladário, a 419 km de Campo Grande, cancele o teste de aptidão física em concurso para agentes comunitários de saúde e de edemias. O teste está previsto para ser realizado nos dias 20 e 21 deste mês.

De acordo com a recomendação publicada ontem (17) no Diário Oficial, o promotor de justiça Luciano Bordignon Conte, da 5ª Promotoria de Justiça de Corumbá, são citadas duas leis municipais em que não há a obrigatoriedade do teste físico e os requisitos são a escolaridade, sendo o nível fundamental completo e outra que estabelece o concurso de provas e títulos.

Conte cita ainda que de acordo com a Lei Federal nº 11.350/2006, que regulamenta a atividade de Agente Comunitário de Saúde em âmbito nacional, também é “silente sobre a possibilidade de realização de TAF (Teste de Aptidão Física) para ingresso no cargo”.

A recomendação pede que seja feita a comunicação imediata do cancelamento da exigência do teste físico, da maneira mais eficiente possível a todos os candidatos, garantindo a "lisura e a transparência na realização do concurso público".

Ainda de acordo com a publicação, o MPE pede que a Prefeitura se "abstenha de condicionar o acesso a qualquer cargo público no município de Ladário com a exigência de realização de Teste de Aptidão Física, durante o concurso público, quando não houve prévia autorização legislativa".

O prefeito de Ladário, José Antônio Assad e Faria (PT), informou ao Campo Grande News que recebeu a recomendação do MPE ontem e que o departamento jurídica do município está se preparando para argumentar sobre a exigência do teste físico. "Ainda não temos uma posição definida. Acredito que até amanhã já tenhamos uma posição".

Ele afirma ainda que tanto a assessoria jurídica quanto a secretária de saúde estão analisando o que seria exigido para que os candidatos pudessem exercer a atividade de agente de saúde e de edemias. "Se for possível exercer a atividade sem o teste, vamos cancelar, se não vamos argumentar", disse.

A prefeitura tem prazo de três dias para tomar as providências cabíveis comunicadas pela promotoria, em caso de não cumprimento, poderão ser adotadas as medidas judiciais judiciais cabíveis para correção de irregularidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)