Cassilândia, Terça-feira, 04 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

18/03/2015 13:59

MPE quer que prefeitura garanta operação de mudança de sexo pelo SUS

Campo Grande News

O MPE/MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) instaurou procedimento preparatório que requer ao município de Campo Grande a garantia de atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) com demanda para realização de processo transexualizador na cidade, de acordo com a Portaria nº 2.803/2013 do Ministério da Saúde.

De acordo com edital, publicado no Diário Oficial do Ministério Público desta quarta-feira (18), a 67ª Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos quer que a prefeitura da Capital apresente documentos e informações que indiquem se o município está habilitado a oferecer todos os cuidados necessários a transexuais e travestis com demanda por procedimentos transexualizantes de transferência do fenótipo masculino para o feminino e do feminino para o masculino.

Segundo a presidente da Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), Cristiane Stefanny Venceslau, não existe nenhuma política pública especializada no processo transexualizador no Componente Atenção Especializada, por isso, foi requerida implantação de atendimento na modalidade ambulatoriais e hospitalar na capital.

Cuidados - A linha de cuidado relativo ao processo transexualizador corresponde a várias ações e atendimentos dispostos pelo Ministério da Saúde, solicitados pela Antra e, segundo a associação, não atendidos pela prefeitura de Campo Grande.

Entre as ações estão as de âmbito hospitalar, como cirurgias, e acompanhamento clínico, com acompanhamento pré e pós-operatório e hormonioterapia, além de atendimento com especialistas, como os das áreas psicossociais, fonoaudiólogos e endocrinologistas.

De acordo com o texto do Ministério Público, a prefeitura de Campo Grande, por meio da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), tem 20 dias para apresentar documentos e informar se está habilitada para cumprir o Componente de Atenção Especializada.

Procurada pelo Campo Grande News, a assessoria da Sesau afirmou que vai analisar a demanda e, só então, formalizar uma resposta, que será dada diretamente à promotoria.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 04 de Agosto de 2020
Segunda, 03 de Agosto de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)