Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/03/2015 13:59

MPE quer que prefeitura garanta operação de mudança de sexo pelo SUS

Campo Grande News

O MPE/MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) instaurou procedimento preparatório que requer ao município de Campo Grande a garantia de atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) com demanda para realização de processo transexualizador na cidade, de acordo com a Portaria nº 2.803/2013 do Ministério da Saúde.

De acordo com edital, publicado no Diário Oficial do Ministério Público desta quarta-feira (18), a 67ª Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos quer que a prefeitura da Capital apresente documentos e informações que indiquem se o município está habilitado a oferecer todos os cuidados necessários a transexuais e travestis com demanda por procedimentos transexualizantes de transferência do fenótipo masculino para o feminino e do feminino para o masculino.

Segundo a presidente da Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), Cristiane Stefanny Venceslau, não existe nenhuma política pública especializada no processo transexualizador no Componente Atenção Especializada, por isso, foi requerida implantação de atendimento na modalidade ambulatoriais e hospitalar na capital.

Cuidados - A linha de cuidado relativo ao processo transexualizador corresponde a várias ações e atendimentos dispostos pelo Ministério da Saúde, solicitados pela Antra e, segundo a associação, não atendidos pela prefeitura de Campo Grande.

Entre as ações estão as de âmbito hospitalar, como cirurgias, e acompanhamento clínico, com acompanhamento pré e pós-operatório e hormonioterapia, além de atendimento com especialistas, como os das áreas psicossociais, fonoaudiólogos e endocrinologistas.

De acordo com o texto do Ministério Público, a prefeitura de Campo Grande, por meio da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), tem 20 dias para apresentar documentos e informar se está habilitada para cumprir o Componente de Atenção Especializada.

Procurada pelo Campo Grande News, a assessoria da Sesau afirmou que vai analisar a demanda e, só então, formalizar uma resposta, que será dada diretamente à promotoria.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)