Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/02/2010 13:01

MPE denuncia sobrinho de promotora por acidente

Campo Grande News/ Ângela Kempfer

Três meses depois de encerrado inquérito, o Ministério Público Estadual apresentou denúncia e a Justiça abriu processo contra o sobrinho da promotora Regina Broch.

O estudante Marcelo Broch, de 18 anos, responderá por lesão corporal grave, em decorrência de acidente no dia 21 de abril de 2009 que deixou a universitária Rayssa Favaro, de 19 anos, em coma e com lesões permanentes.

Depois de dez meses da colisão, o processo foi aberto no dia 19 de fevereiro, mas contraria o entendimento dos advogados de Rayssa, que pediam ação por tentativa de homicídio com dolo eventual, o que poderia levar o acusado a júri popular.

Mesmo assim, ao colocar o crime como lesão corporal “grave”, "o Ministério Público entendeu que ele assumiu risco ao dirigir em alta velocidade e sem Habilitação", diz Fábio Trad.

A tipificação, no entanto, livra Marcelo de ir a júri.

Caso condenado, ele pode receber pena de 2 a 8 anos de reclusão. "Mesmo primário, não cabem penas alternativas, nem suspensão de processo", explica o advogado.

Marcelo dirigia o veículo Honda Civic, sem habilitação, e acima da velocidade permitida. A carro pertence à promotora Regina Broch, mas ela garantiu que o sobrinho pegou as chaves sem autorização.

Entretanto, as investigações da Polícia Civil não comprovaram a declaração da promotora, que chegou a registrar boletim de ocorrência para investigar suposto furto do carro, que foi arquivado.

Rayssa ainda se recupera do acidente, com dificuldades para andar e lembrar do que ocorreu no dia 21 de abril. A faculdade de Direito na Anhanguera também teve que ser trancada.

O acidente que deixou Rayssa gravemente ferida ocorreu no cruzamento da avenida Mato Grosso com a rua Bahia, em Campo Grande. Laudos periciais apontaram que Marcelo dirigia a 103 km/h.

Após o acidente, Rayssa chegou a ser desenganada pelos médicos e ficou meses no hospital.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)