Cassilândia, Domingo, 22 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

18/09/2014 17:00

MPE abre 34 processos para investigar situação de risco de crianças e idosos

Campo Grande News

Com base em denúncias ao Disque-100 da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o MPE (Ministério Público Estadual) abriu 34 procedimentos para investigar casos de “situação de risco” de pessoas vulneráveis, em Campo Grande. A apuração está nas mãos do promotor José Roberto Tavares de Sousa, da 33ª Promotoria de Justiça.

O Disque-100 é um canal de comunicação para a população denunciar violações aos direitos humanos de crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência, LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), moradores de rua e índios.

A ouvidoria também recebe demandas sobre sequestro internacional, mortos e desaparecidos políticos e atua no combate às violações, como o trabalho escravo.

Em Campo Grande, conforme publicação da 33ª Promotoria de Justiça, na edição desta quinta-feira (18) do Diário de Justiça do MPE, o objetivo dos 34 procedimentos investigatórios é apurar “situação de risco”. Procurado para dar mais detalhes sobre os casos, até a publicação da reportagem, o promotor José Taveres não se manifestou.

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República também não retornou e-mail, nem ligação para revelar o teor exato das denúncias.

No site do órgão, são destaques os setores de atuação e o modo de trabalho. As denúncias, conforme a secretaria, são analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, no prazo máximo de 24 horas, respeitando a competência e as atribuições específicas, porém priorizando qual órgão intervirá de forma imediata no rompimento do ciclo de violência e proteção da vítima.

O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel, bastando discar 100. As denúncias podem ser anônimas e o sigilo das informações é garantido, quando solicitado pelo demandante.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)