Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/09/2014 17:00

MPE abre 34 processos para investigar situação de risco de crianças e idosos

Campo Grande News

Com base em denúncias ao Disque-100 da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o MPE (Ministério Público Estadual) abriu 34 procedimentos para investigar casos de “situação de risco” de pessoas vulneráveis, em Campo Grande. A apuração está nas mãos do promotor José Roberto Tavares de Sousa, da 33ª Promotoria de Justiça.

O Disque-100 é um canal de comunicação para a população denunciar violações aos direitos humanos de crianças, adolescentes, idosos, pessoas com deficiência, LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), moradores de rua e índios.

A ouvidoria também recebe demandas sobre sequestro internacional, mortos e desaparecidos políticos e atua no combate às violações, como o trabalho escravo.

Em Campo Grande, conforme publicação da 33ª Promotoria de Justiça, na edição desta quinta-feira (18) do Diário de Justiça do MPE, o objetivo dos 34 procedimentos investigatórios é apurar “situação de risco”. Procurado para dar mais detalhes sobre os casos, até a publicação da reportagem, o promotor José Taveres não se manifestou.

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República também não retornou e-mail, nem ligação para revelar o teor exato das denúncias.

No site do órgão, são destaques os setores de atuação e o modo de trabalho. As denúncias, conforme a secretaria, são analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, no prazo máximo de 24 horas, respeitando a competência e as atribuições específicas, porém priorizando qual órgão intervirá de forma imediata no rompimento do ciclo de violência e proteção da vítima.

O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel, bastando discar 100. As denúncias podem ser anônimas e o sigilo das informações é garantido, quando solicitado pelo demandante.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)