Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

20/09/2004 16:32

MP traz nova tabela de soldos dos militares

Agência Câmara

O Governo Federal editou na sexta-feira passada (17), uma medida provisória (MP 215/04) para atualizar a tabela do soldo (vencimento básico) dos militares das Forças Armadas. A MP regulamenta o aumento concedido pelo Congresso Nacional na semana passada. A partir deste mês, eles já recebem o salário com um reajuste de 10%.

Confira a nova tabela de soldos militares

Aprovação do Congresso
Na terça-feira passada (14), o Congresso aprovou um projeto (PL 49/04) que concede reajuste de 10% aos militares. O texto acrescenta a carreira militar das Forças Armadas entre as relacionadas no item de reestruturação de carreiras, ampliando em R$ 584 milhões os recursos para essa finalidade.
Na quarta, os parlamentares aprovaram outro projeto (PL 58/04) assegurando crédito suplementar ao Ministério da Defesa, de R$ 754,7 milhões, para custear o aumento.

Medida necessária
A correção das remunerações dos militares era uma medida necessária, na avaliação dos ministérios do Planejamento e da Defesa. O aumento não desrespeita a Lei de Responsabilidade Fiscal porque não afeta a meta de resultado primário estabelecida para este ano tendo em vista que foram consideradas no cálculo do resultado.
O reajuste deve alcançar 241 mil militares ativos, 133 mil inativos e 175 mil pensionistas.

Insatisfação
O deputado Jair Bolsonaro (PTB-RJ), que é capitão do Exército, afirma que os militares não estão satisfeitos com o aumento. Isso porque eles pleiteiam um reajuste de 33% para a carreira. Segundo o parlamentar, o último aumento concedido aos militares ocorreu em 2000.
No desfile de Sete de Setembro, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, as mulheres de militares que defendem o aumento salarial para seus maridos protestaram. Pelas regras das Forças Armadas, militares da ativa não podem fazer nenhum tipo de protesto. Bolsonaro adianta que as manifestações vão continuar a fim de conseguir um complemento de 23% a mais de aumento. "O que não pode é o Governo continuar se prevalecendo da disciplina e da hierarquia militar para ignorar ou para subjugá-los. Nós temos que partir para manifestação para acordar a sociedade e fazer com que a nossa voz chegue ao Congresso Nacional", disse o parlamentar.


Reportagem - Lucélia Cristina e Natalia Doederlein
Edição - Regina Céli Assumpção

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)