Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/08/2007 07:37

MP retifica tese e pede absolvição de réu

TJGO

Uma reviravolta marcou hoje (24) a sessão de julgamento do jardineiro Eliazar de Oliveira, de 20 anos, que terminou sendo absolvido por unanimidade pelo 1º Tribunal do Júri de Goiânia, presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara. O Ministério Público de Goiás (MP), que inicialmente havia requerido a condenação do réu pela morte do desempregado Aurélio Alves de Silva, constatou, durante sua fala, que o libelo-crime acusatório não poderia ser sustentado, pois a denúncia apresentava erro com relação à data em que o crime foi cometido. O fato ocorreu na madrugada de 28 de agosto de 2005 e não de 2006 - como apresenta a denúncia - no setor Grajaú, local onde estão acampadas as famílias retiradas da invasão do Parque Oeste Industrial.

Enquanto fazia suas alegações, o MP mostrou laudo de exame realizado no réu pela polícia que diz que a cicatriz presente em Eliazar era resultado de facada ocorrida havia mais de seis meses, portanto, confirmava o que o réu dissera em seu interrogatório. Como não há testemunhas do crime, a alegação da promotoria baseou-se quase que inteiramente nos laudos cadavérico e no que foi realizado no jardineiro após o homicído. Segundo o MP, com a constatação do erro não existia alternativa, senão o pedido de absolvição de Eliazar, por falta de provas.

De acordo com o réu, na ocasião ele voltava de uma confraternização realizada naquele acampamento, quando se deparou com Aurélio, fazendo uso de entorpecentes, na barraca de que tomava conta. Segundo Eliazar, após ter pedido a vítima que se retirasse do local, ela desferiu uma facada contra ele, instante em que revidou a agressão disparando três tiros. O jardineiro contou ainda que a arma utilizada por ele pertencia ao dono da barraca que vigiava, a qual lhe fora cedida a fim de que pudesse se proteger, vez que o acampamento era perigoso. (Sheila Cavalcante)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)