Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

22/02/2007 18:16

MP pede na Justiça estrutura para polícia em Cassilândia

Maristela Brunetto/Campo Grande News

O Ministério Público Estadual ingressou com uma ação civil na Justiça pedindo que seja dada infra-estrutura adequada à Polícia Civil de Cassilândia, no Bolsão. Aumento de efetivo, material de expediente, viatura e aumento da cota de combustível estão entre no pedido. Em outras cidades, como Ponta Porã e Naviraí, o MP também recorreu à Justiça pelas condições de trabalho da segurança pública.

Os promotores Fabio Ianni Goldfinger e Ronaldo Vieira Francisco apontam na ação que faltam policiais, viaturas em boas condições, material bélico (armas, algemas e munições) e até de expediente, como papel, e de limpeza. Eles apontam que tentaram solução administrativa mas não tiveram resposta.

No caso do combustível consta na ação que a cota mensal era de 265 litros e que com o racionamento no novo governo caiu a 20 litros semanais. Na ação, pedem o restabelecimento da cota normal. “É importante esclarecer que atualmente a Delegacia de Polícia de Cassilândia, além de atender a área urbana da cidade é responsável pelos Distritos Indaiá do Sul, Alto Tamandaré e Vila Santa Rita, contando com um efetivo de 10 funcionários, sendo 2 Delegados de Polícia; 4 Investigadores de Polícia Judiciária e 5 escrivães de Polícia, sendo uma com licença médica”, conforme a ação.

Em relação ao efetivo é pedido que sejam pedidos mais 4 agentes de policia, 1 perito e outro Delegado de Polícia. Os promotores pedem liminar até que seja julgado o mérito da ação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)