Cassilândia, Quinta-feira, 29 de Junho de 2017

Últimas Notícias

07/02/2013 14:19

MP entra com ação pedindo mudanças no edital do concurso para Delegado

MP/MS

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul por meio da 44ª Promotoria de Justiça representada pela Promotora de Justiça, Cristiane Barreto Nogueira Rizkallah ajuizou Ação Civil Pública para que o Estado-Juiz possa corrigir as distorções presentes no Edital n. 1/2013-SAD/SEJUSP/DP/PCMS do Concurso Público de Provas e Títulos para provimento de cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, especificamente para o cargo de Delegado de Polícia, função Delegado de Polícia Substituto. A ação foi distribuída na tarde desta quarta-feira, (6).

De acordo com a Promotora de Justiça, Cristiane Barreto Nogueira Rizkallah, ao verificar que alguns itens desobedecem à legislação estadual e federal vigente, o Ministério Público Estadual expediu uma recomendação para o Estado, para proceder às alterações dos itens do edital. O edital do concurso nega expressamente a reserva de vagas para pessoas com deficiência, fixa limite de idade em 45 anos, e também exige exame de HIV, em afronta à Lei Estadual n.3.106/2005.

Diante da recomendação o Estado fez apenas uma alteração no edital, suspendendo a exigência do exame de HIV. Quanto aos demais itens, o Ministério Público não recebeu nenhuma resposta até a data de ontem, e o prazo para resposta era 29 de janeiro. O Estado de Mato Grosso do Sul alega que as atividades a serem desempenhadas nos cargos referentes ao concurso são incompatíveis com qualquer tipo de deficiência.

Visto que um edital não pode presumir a inaptidão de alguém por idade ou por alguma deficiência, o MP decidiu ajuizar Ação Civil Pública.

Em um caso semelhante, o Supremo Tribunal Federal suspendeu o concurso da Polícia Federal devido à falta de reserva de cargos para pessoas com deficiência.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 29 de Junho de 2017
09:41
Cassilândia
Quarta, 28 de Junho de 2017
10:00
Receita do Dia
Terça, 27 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)