Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/06/2004 11:02

MP do Mínimo tranca pauta do Senado a partir do dia 14

Agência Brasil


A principal proposição a ser apreciada pelo Senado na próxima semana é a medida provisória que reajustou o salário mínimo para R$ 260. A MP, que passa a trancar a pauta na segunda-feira (14), deve ir a votação no dia seguinte (15).

Nenhuma outra matéria poderá ser apreciada antes dela. A exemplo do que aconteceu na Câmara para aprovação da MP do Salário Mínimo, o governo irá atuar junto aos senadores para que a proposta seja aprovada como foi editada.

A oposição, entretanto, tentará derrubar a MP, por não concordar com o reajuste de R$ 20 no salário mínimo. Para aprovar a medida, é necessária a maioria simples, desde que votem pelos menos a metade mais um dos 81 senadores.

Na Câmara, a pauta de votações está repleta de matérias, pois nenhuma foi votada nesta semana.

Da pauta, constam três MPs, que estão trancando os trabalhos da Casa, mais as emendas constitucionais que tratam da desapropriação de terras ou imóveis urbanos quando for constatada a prática de trabalho escravo e a chamada PEC Paralela da Previdência.

Além disso, deverão ser apreciados projetos sobre planos de carreira; recriação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene); direitos das vítimas de ações criminosas; alteração da lista de serviços sobre a qual incide o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, de competência dos municípios e do Distrito Federal; e o que institui ações afirmativas em prol da população brasileira afro-descendente, entre outros.

Outro tema em discussão na próxima semana será a possível prorrogação dos trabalhos do Legislativo no mês de julho, com a transferência do recesso parlamentar para agosto.

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), continuará conversando com os líderes partidários para viabilizar a proposta, com o objetivo de votar, em julho, seis projetos de lei que considerados importantes para o Brasil.

Os projetos a serem incluídos na pauta de julho, caso vingue a proposta do presidente da Câmara, são a Lei de Falências, as PPP (Parcerias Público-Privadas), a Lei de Biossegurança, o das agências reguladoras, o que trata das Incorporações Imobiliárias e o que dispõe sobre a criação de incentivos à pesquisa cientifica e tecnológica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)