Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/11/2013 08:29

Movimento barra inscrições dos sem-terra com ‘fichas sujas’ em MS

Correio do Estado

O Movimento sul-mato-grossense da Agricultura Familiar (MAF), 6ª entidade de luta pela reforma agrária que age em Mato Grosso do Sul, atrai centenas de famílias desde a sua criação, três anos atrás, e suas ações diferem de entidades tradicionais que tocam a causa aqui no Estado. De acordo com matéria publicada na edição deste domingo (17) no jornal Correio do Estado, critério básico exigido pelo comando da organização: para integrar o grupo o interessado é avaliado antes e sumariamente reprovado se tiver a ficha suja. O movimento também proíbe a existência de analfabetos nos acampamentos, tendo como outro pré-requisito o interesse pela educação (estar matriculado em algum curso regular ou receber aulas frequentes).

Ficha suja é como ficou conhecida a Lei das Condições de Inelegibilidade, criada em 2010, que torna inelegível por oito anos candidatos que tiverem o mandato cassado, renunciar para evitar a cassação ou for condenação por decisão de órgão colegiado [com mais de um juiz], mesmo que ainda não exista a possibilidade de recursos.

“A primeira coisa que fazemos é conhecer a pessoa examinar o seu passado. Logo de início pegamos cópias do CPF e da carteira de identidade. Investigamos o cidadão desde que ele nasceu. Não adianta ter a ficha suja, deixamos isso claro”, disse Rodionei Merlin, 41, o chefe mais importante da associação, que conta hoje com três acampamentos, 23 líderes e 1.170 cadastros, número que equivale a cerca de 4 mil pessoas. Detalhe: 80% dos associados ao MAF frequentam igrejas evangélicas.

A reportagem é de Celso Bejarano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)